Patos de Minas 

Prefeitura retira moradores de rua dos arredores da lagoa

Dois grupos de pessoas, em situação de rua, foram retirados pelos profissionais do CREAS.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma ação do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), com apoio da Polícia Militar e da Secretária Municipal de Obras Públicas, desmontou barracas e desmobilizou grupos de pessoas em situação de rua nas imediações da Lagoa Grande/Terminal Rodoviário. A operação foi realizada na manhã desta terça-feira (28/12).

Os assistentes sociais do CREAS foram até os dois pontos onde os moradores de rua se reuniam, sendo um na esquina das ruas Mato Grosso e Barão do Rio Branco e outro na Rua Ouro Preto, próximo ao terminal rodoviário.

Respeitado o direito de ir e vir, a equipe fez as orientações necessárias, informando-os sobre os serviços sociais, como almoço (marmitex) de segunda a sexta-feira e dormitório provisório para pernoite, com banho e jantar. Nestes locais havia também migrantes, os quais foram orientados a procurar o CREAS para receber a passagem de retorno ao município de origem.

Também foi feita a  coleta de dados de cada pessoa em situação de rua. Segundo a prefeitura, o objetivo do CREAS é dar mais dignidade aos moradores e sobretudo ajudá-los a reconstruir os laços familiares, voltando a viver com pais, filhos, irmãos ou outros parentes.

O Patos Notícias mostrou no início de dezembro a reclamação dos comerciantes e moradores da região quanto as pessoas que estavam em situação de rua no local. Além de ouvir o representante dos moradores da região, Fernando Diniz, o jornalismo também procurou a Prefeitura de Patos de Minas e também a Polícia Militar.

Leia também:

Prefeitura não pode obrigar saída das pessoas em situação de rua

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade é do respectivo autor. Eles não expressam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.