Prefeitura emite nota sobre transporte universitário em Rio Paranaíba

Ao contrário do que noticiamos anteriormente não há confirmação do fim do transporte.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação (UFV – CRP)

A Prefeitura de Rio Paranaíba anunciou na tarde desta terça-feira (02), em nota, a possibilidade do fim da oferta de transporte público aos estudantes da Universidade Federal de Viçosa (UFV). O campus da instituição fica a cerca de três quilômetros da zona urbana e os universitários dependem dos ônibus do município para se deslocar. Além disso, existem laboratórios que ficam em outra localidade a mais de 20 KM.

No texto, publicado nas redes sociais, o executivo afirmou que a possibilidade leva em conta a crise financeira e as constantes reclamações em torno da qualidade do serviço.

A nota foi mal interpretada por várias pessoas, incluindo por nossa reportagem. Em entrevista a uma emissora de rádio da cidade o prefeito, Valdemir Diógenes, afirmou que o transporte continuará sendo oferecido e que a nota foi equivocada.

Confira a integra da nota:

É com imenso pesar que informamos o resultado da reunião que ocorreu ontem acerca do serviço de Transporte Para a UFV. Infelizmente, diante das reclamações que persistem desde o ano passado, tanto na Prefeitura quanto em comentários desrespeitosos nas redes sociais, cogitamos o permanente corte do serviço a partir do próximo mês. É de conhecimento geral que o oferecimento deste serviço iniciou-se anos atrás graças a um acordo feito com a UNIVERSIDADE para auxiliar no custo, visto que ambas as instituições não tem obrigatoriedade legal em fornecer o mesmo. A verba da universidade foi cortada, impedindo que a mesma cumprisse com sua parte no acordo. Dada a crise financeira e a falta de repasse de verba do governo, que deve ao nosso município em torno de 9 milhões, a prefeitura encontrou-se sem condições de continuar arcando com esse custo e sozinha. Fomos procurados pela então representante discente do Campus solicitando um acordo para que o mesmo não fosse cortado, afim de não prejudicar a todos que precisam do serviço. Novamente, na tentativa de beneficiar a todos, acertamos um baixo e fixo valor para que nos ajudasse nas despesas e pudéssemos continuar come sta parceria. Infelizmente mesmo com todos os investimentos feitos, que não foram repassados aos usuários na taxa paga, persistem as reclamações. Manutenções vem sendo feitas nos ônibus desde o último ano, investimento em sistemas, acrescentamos um veículo a rota, horário de transporte ao finais de semana, horários que foram definidos pelos alunos, pontos, mas não foi suficiente. O usuário, que arca com um baixo valor para que o transporte não seja cortado, acredita que paga por sistemas de fiscalização, e exige uma comodidade que não podemos oferecer, pois já destinamos os colaboradores que temos, os veículos que temos, as condições que temos de melhoria. O gasto altíssimo e sem obrigatoriedade em combustível, motoristas (inclusive a noite e finais de semana), manutenções e etc não tem sido levado em consideração, nem o esforço de todos para que o serviço funcione. O foco não tem sido o uso do transporte (pagar para utilizar e que o mesmo não seja cortado), e sim meios de burlar o serviço, gerar questionamentos sobre melhorias que nem os usuários e nem a prefeitura podem arcar ou o valor da taxa mensal seria altíssimo. Dito isto, gostaríamos de prestar nosso respeito a Universidade e a todos os alunos. Reconhecemos sua importância no crescimento e desenvolvimento da cidade. Aproveitando o ensejo, há de se lembrar de que todo aquele que não é eleitor (não nos referindo a política e sim a um fator a que se baseia o censo) não consta como habitante do município, impedindo que as verbas recebidas contem com sua presença aqui. Enfim, pedimos desculpas pelo extenso texto explicativo e por quaisquer transtornos relativos ao serviço. Reiteramos que neste mês (ABRIL), pelo qual pagaram, o transporte irá funcionar normalmente. Quem tiver efetuado o pagamento referente a MAIO ou outros meses posteriores, poderá procurar a Prefeitura para solicitar posterior restituição do valor.

Lamentamos muito e desejamos sempre sucesso a todos.

Reação a nota da prefeitura

Alguns afirmaram que não entendem o fato do transporte para Patos de Minas, oferecido aos alunos de universidades privadas, continuar sendo ofertado, em contraposição com o da UFV, que pode ser cortado.

Também houve comentários favoráveis a possibilidade de corte, alegando que os estudantes podem deslocar a pé ou de bicicleta através da via paralela construída às margens da MG-230.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura e encaminhou as alegações dos estudantes. Assim que obtivermos resposta atualizaremos essa publicação.

Segunda Nota da Prefeitura

A assessoria de imprensa da prefeitura no final da tarde emitiu uma nova nota a respeito do transporte universitário. Confira a seguir:

Viemos através desta informar que houve um equívoco em relação a nota anterior e informar que o transporte continuará a ser oferecido normalmente. Como lê-se na nota anterior o corte seria apenas COGITADO em caso de descontentamento por parte dos universitários pois, é o serviço que temos condições de oferecer momentaneamente.

Temos o compromisso de trabalhar diuturnamente para prestar um serviço de qualidade a nossa população, e podem ter a certeza de que o estamos fazendo o possível, uma vez, que os repasses do governo não estão acontecendo o que torna tudo mais difícil por isso pedimos a ajuda e compreensão de todos.

Nossa reportagem errou

O Triângulo Notícias emitiu a seguinte nota a respeito da matéria publicada às 14:33 desta terça-feira (02 de abril) com a manchete “Prefeitura cortará transporte dos alunos da UFV em Rio Paranaíba”.

O Triângulo Notícias pede desculpas pelo equívoco na interpretação da nota publicada pela prefeitura municipal de Rio Paranaíba. Ao contrário do publicado, às 14:33, o transporte seguirá sendo disponibilizado normalmente. O texto do executivo faz referência a uma possibilidade e não a uma confirmação. Reconhecemos o nosso erro e trabalharemos para que fatos assim não se repitam.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS