Prefeitos de Vazante, Lagamar e Guarda-Mor relevam críticas de Bolsonaro

Dr. Jacques, Zico e Edgar optaram por manter as medidas de prevenção contra a pandemia em seus municípios.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Da esquerda para a direita, Jacques Soares Guimarães (Vazante), Zico Sudário (Lagamar) e Edgar José de Lima (Guarda-Mor)
Foto: Arquivo (VZ1)

Os prefeitos de Vazante Dr. Jacques Soares Guimarães (PSD), de Lagamar, Zico Sudário (PTB), e de Guarda-Mor, Edgar José de Lima (PSDB), relevaram o pronunciamento de Jair Bolsonaro, feito em cadeia de rádio e TV na noite desta terça-feira (24), quando o presidente subestimou a pandemia do novo coronavíros e criticou as medidas adotadas pelos governadores e a “histeria” da imprensa em relação aos impactos da Covid-19 no país.

Em suas críticas, que contraria as autoridades da saúde, Bolsonaro contestou o fechamento de escolas e comércios, a paralisação de empresas e o “confinamento em massa”, uma vez que o grupo de risco da doença seria composto basicamente de pessoas acima de 60 anos e mais sujeitos ao isolamento social.

- Continua depois da publicidade -

Com relação ao pronunciamento do presidente, o prefeito Dr. Jacques informou que a prefeitura de Vazante continuará seguindo as determinações da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde no combate à pandemia do coronavírus.

A mesma decisão também foi tomada pelo prefeito Zico Sudário, que manterá as estratégias já adotadas para a contenção do novo coronavírus no município de Lagamar.

Já a Secretaria de Saúde de Guarda-Mor também não recebeu nenhuma orientação do prefeito Edgar no sentido de alterar as medidas preventivas contra a pandemia em andamento no município.

O entendimento é de que qualquer alteração nas precauções já tomadas depende exclusivamente das determinações dos órgãos competentes que norteiam as ações de combate ao novo coronavírus no estado e no país.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -