Preços voltam a cair com aumento da oferta

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O mercado físico do boi gordo segue com preços em baixa nas principais regiões produtoras do país. Segundo o analista da consultoria Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias, a expectativa é de que os frigoríficos continuem forçando quedas nos preços nos próximos dias, diante do aumento da oferta de animais prontos para o abate em todas as regiões.
 
“A safra segue se aproximando do auge e, até a entressafra, não há espaço para alta nos preços do boi gordo”, disse Iglesias. O escoamento da carne bovina entre as cadeias segue lento, com tendência de aceleração apenas na primeira quinzena de maio.
 
Em São Paulo, o preço indicado foi de R$ 142 a arroba, contra R$ 142 – R$ 143,00 a arroba na terça-feira, dia 24. Em Minas Gerais, preço de R$ 133 a arroba, ante R$ 134. Em Mato Grosso do Sul, preços de R$ 131 a arroba em Dourados, estável. Em Mato Grosso, R$ 130, ante R$ 132 no dia anterior. Já em Goiás, preços a R$ 133 a arroba, ante R$ 134 antes.
 
Atacado
 
Já o mercado atacadista permaneceu com preços estáveis. Segundo Iglesias, não há espaço para alta nos preços nesta semana em especial. No entanto, a primeira quinzena de maio, com importantes pontos de aumento de consumo, deverá ser diferente, enquanto que a grande oferta de carne de frango e de carne suína é um fator limitador para grandes avanços nos valores da carne bovina.
 
O corte traseiro teve preço de R$ 10,35 o quilo, mantendo-se estável. O corte dianteiro ainda é cotado a R$ 7 o quilo, enquanto a ponta de agulha permaneceu precificada a R$ 6,90 o quilo.


Clique aqui para ler essa matéria em sua fonte original.


FONTE: Canal Rural

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS