Polícia Militar estuda reduzir número de UPPs no Rio de Janeiro

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Rio de Janeiro - O comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, cel. Wolney Dias, durante coletiva da Operação Calabar deflagrada para prender policiais corruptos e traficantes, na Baixada Flumine

O comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Wolney DiasTomaz Silva/Arquivo/Agência Brasil

O comandante-geral da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro, coronel Wolney Dias, disse hoje (1º) que a corporação estuda reduzir de 38 para 20 o número de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), mas não informou quais seriam fechadas.

“O caso ainda está em planejamento”, disse Dias durante seminário que debateu o planejamento das ações da PM para 2018.

Com a eventual extinção de algumas UPPs, os policiais que trabalham nessas áreas serão deslocados para reforçar as unidades remanescentes.

O estudo será encaminhado à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), que decidirá sobre a questão.

O programa de segurança pública que deu origem às UPPs começou a funcionar em 19 de dezembro de 2008, quando foi instalada a primeira unidade no Morro Santa Marta, em Botafogo, zona sul da capital fluminense.

Atualmente há 38 UPPs (37 na capital e uma em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense), com 9.543 policiais.

Propostas

Durante o seminário, realizado na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), foram discutidas 80 propostas, das quais 16 vão servir de base para o planejamento operacional da corporação.

As propostas foram encaminhadas ao governador Luiz Fernando Pezão, que vai analisá-las para depois encaminhar o documento à Alerj para debate e discussão no plenário, que irá definir a nova política de segurança pública da Polícia Militar.

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.