Polícia investiga abuso de seis crianças por treinador de futebol

O homem é suspeito de abusar de crianças e adolescentes. Ele teve a prisão preventiva decretada.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Polícia investiga abuso de seis crianças por treinador de futebol
Ana Patrícia Ferreira França – Delegada responsável pelo caso
Foto: Divulgação (Polícia Civil/MG)

A Polícia Civil está investigando um caso de abuso sexual envolvendo seis crianças em Belo Horizonte. O crime foi registrado inicialmente pela Polícia Militar na última terça-feira (13/08). Segundo a ocorrência, o treinador teria abusado sexualmente dos alunos de uma escolinha de futebol.

Os pais dos menores procuraram a polícia e denunciaram os abusos. A suspeita é que o treinador de 56 anos tenha usado da profissão para cometer o crime. Ele segue preso e sua prisão preventiva foi decretada pela justiça.

Inicialmente três vítimas chegaram ao conhecimento das autoridades, contudo outras duas procuraram a delegacia após a divulgação do caso.

Segundo a Chefe da Divisão Especializada em Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (DOPCAD), delegada Elenice Cristina Batista, as investigações estão sendo conduzidas no sentido de ouvir as vítimas, e abrir caminhos para que outras possíveis vítimas possam procurar a delegacia, além das pericias solicitadas nos aparelhos celulares do suspeito e das vítimas. “Também foram solicitados exames de corpo e delito para confirmação atos libidinosos contra as crianças e adolescentes”, relata.

Até o momento quatro vítimas já foram ouvidas e outras duas devem comparecer à Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) nos próximos dias. As vítimas relataram que o suspeito levava presentes e, ás vezes, dava quantias entre R$5 e R$10 para que não contassem sobre os abusos.

A Delegada responsável pelo caso, Ana Patrícia Ferreira França, esclareceu que as vítimas tinham entre 10 e 15 anos, e que os abusos aconteciam no clube, antes ou após os treinos. “Diante das apurações, até o momento, o suspeito poderá responder por exposição de vídeos pornográficos para crianças, crime especifico previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, com pena que varia de 1 a 3 anos, estupro de vulneral, de 8 a 15 anos e assédio sexual, com penas entre 1 a 2 anos” comenta a delegada.

 

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Comments System WIDGET PACK

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.