Polícia Civil impede que idosa perca mais R$ 19 mil após ela depositar outros R$ 20 mil para estelionatários

Os criminosos se passaram por funcionários públicos em novo tipo de golpe.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Uma idosa perdeu 20 mil reais e por pouco não perdeu mais 19 mil reais após cair num golpe por telefone em Patos de Minas. O segundo depósito só não foi realizado por causa da ação rápida de policiais civis. Os criminosos se passaram por funcionários públicos e cobraram da mulher para que ela recebesse valores referentes a planos de governos passados, como Plano Bresser e Plano Collor.

Segundo delegado regional de Polícia Civil, Luís Mauro Sampaio, a mulher recebeu um telefonema onde os criminosos se passavam por funcionários públicos federais. Através do contato telefônico, os bandidos falaram que ela teria direito de receber dinheiro de planos de governos de gestões passadas. Porém, para receber os valores, era preciso que a mulher fizesse depósitos em dinheiro para concluir o processo.

Os criminosos convenceram então a idosa a realizar vários depósitos que totalizavam cerca de 20 mil reais. A Polícia Civil então conseguiu evitar que a idosa realizasse outro depósito na quantia de 19 mil reais.

Luís Mauro orientou as pessoas para que desconfie de propostas vantajosas pelo qual as pessoas têm que depositar dinheiro para receber certa quantia. Ainda de acordo com o delegado, os agentes públicos não realizam este tipo de contato ou abordagem.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.