Polícia Civil fecha inquérito de latrocínio contra idoso de 84 anos

Vitima foi brutalmente agredida dentro de casa e teve pertences levados pelos bandidos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Delegado de Polícia Civil, Érico Rodovalho, explicou o inquérito.
Fotos: Igor Nunes

 

A Polícia Civil encerrou na terça-feira (22/09) o inquérito de latrocínio contra Micias Antônio da Silva, de 84 anos. A vitima estava em casa na Rua Minas Gerais no Bairro Santa Terezinha quando foi brutalmente agredida e teve pertences levados.

O crime aconteceu no dia 20 de Junho de 2021. A vítima foi encontrada em casa, bastante ensanguentada e apresentava traumatismo craniano grave. Ele foi socorrido pelo SAMU e levado para o Hospital Regional Antonio Dias. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu seis dias depois.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Érico Rodovalho, os investigadores notaram que alguns objetos tinham sido subtraídos. Os policiais então passaram a investigar o fato como latrocínio.

Através de imagens, os policiais verificaram que o vizinho da vítima, um homem de 35 anos, foi até o local e conversou com a vítima, estudando como estava o local.

Posteriormente, outro indiciado, o rapaz de 28 anos, foi ao local e agrediu a vítima. Após nove minutos de ação, o suspeito deixa o local carregando uma mochila com pertences da vítima. Logo após, o vizinho pega uma bicicleta e segue o suposto comparsa.

Ainda de acordo como delegado, dentro da mala havia joias, bijuterias, aparelhos celulares, notebook, garrafas de bebidas destiladas, um simulacro de pistola, uma lanterna e outros objetos.

Os suspeitos foram identificados e presos através de mandados de prisão preventiva e temporária. O vizinho de 35 anos negou as acusações. Ele disse que foi quem acionou socorro para a vítima, ao encontrá-la agredida na casa.

Já o comparsa disse que a ação foi toda idealizada pelo vizinho. Ele falou que as agressões foram cometidas pelo vizinho e que ele aguardou do lado externo da casa, contradizendo as imagens.

Os dois estão presos no Presídio Sebastião Satiro, à disposição da justiça. O inquérito foi encaminhado para o Ministério Público de Minas Gerais, que já apresentou denúncia.

Vítima do crime.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.