Polícia Civil fecha inquérito de latrocínio contra idoso de 84 anos

Vitima foi brutalmente agredida dentro de casa e teve pertences levados pelos bandidos.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Delegado de Polícia Civil, Érico Rodovalho, explicou o inquérito.
Fotos: Igor Nunes

 

A Polícia Civil encerrou na terça-feira (22/09) o inquérito de latrocínio contra Micias Antônio da Silva, de 84 anos. A vitima estava em casa na Rua Minas Gerais no Bairro Santa Terezinha quando foi brutalmente agredida e teve pertences levados.

O crime aconteceu no dia 20 de Junho de 2021. A vítima foi encontrada em casa, bastante ensanguentada e apresentava traumatismo craniano grave. Ele foi socorrido pelo SAMU e levado para o Hospital Regional Antonio Dias. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu seis dias depois.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Érico Rodovalho, os investigadores notaram que alguns objetos tinham sido subtraídos. Os policiais então passaram a investigar o fato como latrocínio.

Através de imagens, os policiais verificaram que o vizinho da vítima, um homem de 35 anos, foi até o local e conversou com a vítima, estudando como estava o local.

Posteriormente, outro indiciado, o rapaz de 28 anos, foi ao local e agrediu a vítima. Após nove minutos de ação, o suspeito deixa o local carregando uma mochila com pertences da vítima. Logo após, o vizinho pega uma bicicleta e segue o suposto comparsa.

Ainda de acordo como delegado, dentro da mala havia joias, bijuterias, aparelhos celulares, notebook, garrafas de bebidas destiladas, um simulacro de pistola, uma lanterna e outros objetos.

Os suspeitos foram identificados e presos através de mandados de prisão preventiva e temporária. O vizinho de 35 anos negou as acusações. Ele disse que foi quem acionou socorro para a vítima, ao encontrá-la agredida na casa.

Já o comparsa disse que a ação foi toda idealizada pelo vizinho. Ele falou que as agressões foram cometidas pelo vizinho e que ele aguardou do lado externo da casa, contradizendo as imagens.

Os dois estão presos no Presídio Sebastião Satiro, à disposição da justiça. O inquérito foi encaminhado para o Ministério Público de Minas Gerais, que já apresentou denúncia.

Vítima do crime.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Comments System WIDGET PACK

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.