Operação Recall: Adulteração de hodômetros causou um prejuízo de quase 10 milhões de reais

A Polícia Civil conseguiu desarticular o esquema e apreendeu uma grande quantidade de material.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Computadores, Dispositivos Eletrônicos e Cabos foram apreendidos. 
Foto: Lélis Félix (Triângulo Notícias)

A Polícia Civil apresentou na manhã desta sexta-feira (26) o resultado da Operação Recall que investigou a adulteração de hodômetros de veículos automotores (carros, motos e tratores). Os trabalhos foram conduzidos pelos delegados Weverton Evangelista e Fabiana Barreto.

Dra.: Fabiana Barreto e Drs.: Weverton Evangelista e Luis Mauro concederam entrevista coletiva.
Foto: Lélis Félix (Triângulo Notícias)

Os dispositivos eram adulterados e diminuiriam a quilometragem de rodagem, favorecendo à venda. Vários consumidores foram enganados por quase 20 anos, várias concessionárias estão sendo investigadas por suspeita de participação no esquema. Jailton Batista,  64 anos, é suspeito de adulterar 10 mil veículos e causar um prejuízo de aproximadamente 10 milhões de reais.

- Continua depois da publicidade -

O operador da ação criminosa confeccionou cartões de visitas, onde especificava o tipo de serviço prestado: “redução de velocímetro”.

Segundo a investigação, até mesmo veículos novos eram adulterados. Os donos solicitavam o serviço quando o veículo já estava perto do limite de quilometragem da garantia de revisão. Por exemplo, se o limite era 10 mil km, quando se aproximava do valor e o hodômetro era reduzido.

Várias notas foram apreendidas. Os documentos comprovam a execução do serviço.
Foto: Lélis Félix (Triângulo Notícias)

Os suspeitos utilizavam sistema informatizado que era conectado ao computador de bordo do automóvel e invadiam o software responsável pelo cálculo. Foram apreendidos computadores, cabos seriais, aparelhos eletrônicos e uma infinidade de notas que comprovam a execução do serviço ilegal.

Vídeo: Delegado Weverton Evangelista fala da Operação

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -