Polícia atira e mata sequestrador na Ponte Rio-Niterói

Suspeito chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Polícia atira e mata sequestrador na Ponte Rio-Niterói
Sequestrador aparece com o rosto coberto dentro do ônibus. Refém fez a imagem com o celular.
Foto: Reprodução (Rede Social/Internet)

Rio de Janeiro – Um homem que fez 37 reféns na manhã desta terça-feira (20/08) foi baleado pelas forças policiais. O sequestrador tomou um ônibus por volta das 6h da manhã na Ponte Rio-Niterói.

A Polícia Militar (PM) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) participaram da operação. Os policiais negociaram com o suspeito e conseguiram a liberação de seis reféns.

O suspeito foi baleado, chegou a ser resgatado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os disparos teriam sido efetuados por um atirador de elite.

Há informações de que a arma utilizada pelo suspeito seria de brinquedo. A princípio nenhum dos reféns sofreu ferimentos. O homem entrou no veículo portando uma réplica de pistola, uma faca e um taser (arma de choque).

Um dos passageiros do ônibus conversou com uma jornalista da Tv Globo. Ele disse que o homem abordou o ônibus, anunciou o sequestro e pediu que o motorista atravessasse o veículo na pista. Ainda segundo o relato, o suspeito não demostrava nervosismo. “Ele ria e fazia brincadeira com a gente” contou a vítima.

As vítimas teriam sido algemadas utilizando abraçadeiras de plástico. O suspeito teria pedido para que uma das reféns imobilizassem as mãos dos passageiros.

Ainda há informações de que as negociações com a polícia foram feitas através de um radiocomunicador. O suspeito fazia questionamentos a respeito do congestionamento e ria da situação. Os reféns que foram liberados eram aqueles que estavam mais nervosos com a situação.

Espécie de armadinha montada pelo sequestrador.
Foto: Reprodução (Rede Social)

O sequestrador teria montado uma espécie de armadinha no interior do ônibus. Ele colocou garrafas pets com gasolina no corredor do ônibus. Os artefatos estavam presos com uma linha. A suspeita é que essa armadinha foi instalada com a intenção de evitar que os reféns se movimentassem dentro do ônibus.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.