PMs ‘ajudam’ adolescente e acabam apreendendo 15 kg de maconha em São Gotardo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação (Polícia Militar/MG)

Na madrugada desta segunda-feira (19/11), durante patrulhamento preventivo pelo perímetro urbano de São Gotardo, a guarnição da Polícia Militar avistou uma adolescente de 17 anos sentada em um banco na rodoviária municipal, e como o local é ponto onde dormem diversas pessoas em situação de rua e usuários de entorpecentes, o que poderia oferecer algum risco a menor, foi feito contato com a mesma a fim de saber o que ela fazia no local naquele horário.

Num primeiro momento ela disse estar vindo da cidade de Luz/MG e que seu pai estaria indo buscá-la. A guarnição então resolveu fazer um ponto base por alguns minutos. Após perceber que a guarnição ficaria no local, Caroline demonstrou certo nervosismo, mexendo insistentemente no celular e olhando para a equipe.

Ao serem feitas algumas perguntas para a menor, ela começou entrar em contradição. Ao ser perguntada se ela teria algo de ilícito na mochila, ela acabou confessando estar transportando maconha em sua mala. Foi então, encontrada grande quantidade de maconha, em tabletes de tamanho grande e pequeno, totalizando vinte e três tabletes.

Segundo a adolescente, a carga teria aproximadamente 15 kg e seria avaliada aproximadamente em R$15.000,00 reais, e ela receberia R$5.000,00 pelo transporte.

A menor disse que pegou a carga na cidade de Araxá/MG com um indivíduo em um Gol vermelho (sem mais dados) e a mesma seria entregue na rodoviária de São Gotardo/MG para um indivíduo que ela também afirma não conhecer.

Com ela foi apreendida a quantia de R$204,50, além de duas passagens de ônibus a quais discriminavam o seguinte trajeto: Belo Horizonte para Luz e de Luz para São Gotardo.

Perguntada sobre as passagens, a menor confessou ser reincidente no transporte de drogas, realizando até viagens fora do estado de Minas Gerais e que já foi apreendida oito vezes na cidade de Araxá/MG.
Após o fato a menor foi conduzida ao quartel para o registro do fato.

Durante o registro da ocorrência o celular da menor recebeu uma mensagem de um contato, o qual disse que estava na rodoviária esperando por ela, porém este indivíduo não foi localizado.

A menor disse não ter parentes em São Gotardo, sendo feito então contato com o conselho tutelar da cidade para acompanhar a ocorrência.

Fonte: ASCOM da 216ª CIA/10ª RPM

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS