PM divulga balanço sobre resgate de animais silvestres no Triângulo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Até 30 de novembro de 2016 foram capturados mais de 1.600 bichos. Somente em Uberlândia, a Polícia Ambiental resgatou 15 tamanduás.

Foto: Polícia Militar de Meio Ambiente/Divulgação

Os militares do Policiamento Ambiental da 9ª Companhia de Polícia Militar Independente de Meio Ambiente divulgaram, nesta segunda-feira (2) o balanço dos animais silvestres apreendidos e resgatados no ano de 2016. De acordo com os policiais, até o fim de novembro de 2016, mais de 1.628 animais foram capturados.
Segundo o sargento Eduardo Venâncio, o número é expressivo e alarmante pois, demonstra que a expansão urbana e o avanço das fronteiras agrícolas têm forçado a fauna silvestre a migrar para os centros urbanos em busca de água, alimento e abrigo, causando a perda de habitat.
De acordo com Venâncio, em Uberlândia, durante 2016, 15 tamanduás – animal considerado um dos símbolos do cerrado mineiro e ameaçado de extinção – foram capturados pela Polícia Ambiental. Três deles somente no mês de dezembro. Em agosto do mesmo ano, um lobo-guará foi resgatado quando caminhava pelas ruas do Bairro Brasil na cidade.
O sargento ressalta que durante as capturas por diversas vezes é possível perceber que os animais estão fragilizados devido ao fato de estarem acometidos por alguma zoonose.
De acordo com Venâncio, esta é normalmente adquirida por animais domésticos como cães, gatos, dentre outros. O militar conta que em outras situações os bichos estão machucados em decorrência de mordeduras de cachorros ou devido à reação desmedida das pessoas, que ferem os animais por medo de serem atacadas.
Ainda segundo a PM, o animal silvestre não é agressivo e tem como reação natural fugir ao notar a presença do ser humano. Porém, se acuado, por instinto, ataca para se defender. O policial explica que outro fator que também pode justificar o grande número de animais resgatados e apreendidos é a cadeia criminosa do tráfico de animais silvestres, constituída pelacaptura, transporte e venda dos bichos ao consumidor final.


Texto: Camilla Ávila

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.