PM ameaça conduzir jornalista para a delegacia em Brumadinho

Segundo os militares, a equipe da Band teria adentrado em um local de risco. Toda a confusão foi exibida ao-vivo em rede nacional.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução (Band/SP)

Durante a exibição do Brasil Urgente da Band uma grande polêmica se formou ao-vivo. Um repórter que realizava a cobertura da tragédia de Brumadinho foi abordado por policiais militares que disseram que ele estava em uma área de risco.

O profissional, junto com sua equipe, foi retirado do local e em seguida se iniciou uma discussão. O âncora do programa, Joel Datena, acompanhou toda a situação do estúdio em São Paulo. Ele ficou revoltado e disse que a postura dos militares é uma afronta ao trabalho da imprensa.

Um segundo repórter da emissora também acompanhou o caso. Segundo o jornalista no local não havia nenhuma placa que indicasse que era proibido sua permanência.

A equipe foi ameaçada de ser conduzida para a delegacia. O porta-voz, Major Santiago, disse, em entrevista à Joel Datena, que não haverá condução e esclareceu que o caso foi um mal entendido. O âncora ainda enalteceu que tem um grande respeito pela Polícia Militar.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.