PM adotará medidas para reforçar policiamento na ruas do Rio

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Por determinação da Secretaria de Segurança, a Polícia Militar está tomando medidas para recompor o efetivo e permitir melhoria significativa no policiamento ostensivo e repressivo no estado. A principal delas será reduzir pela metade o número de unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Do total de 38 unidades, 12 serão extintas e sete devem se fundir a outras. A decisão foi tomada pelo Gabinete de Intervenção Federal (GIF), após analisar um relatório elaborado pelo Estado-Maior da corporação.

Polícia Militar do Rio de Janeiro recebe 265 novas viaturas

PM do Rio quer aumentar número de policiais nas ruas – Tânia Rêgo/Agência Brasil

 

A PM decidiu também pelo realinhamento das UPPs. Policiais lotados nessas unidades e que desempenham funções administrativas serão realocados para o policiamento operacional nos batalhões da corporação com maior área de policiamento e localizadas em áreas mais conflagradas do Rio.

Além dessas medidas, a PM busca o retorno de policiais cedidos. No Diário Oficial do Rio dessa quinta-feira (26), foi publicada medida que exige o retorno 120 de policiais militares. Eles reforçarão emergencialmente três unidades operacionais: o 7º batalhão, em São Gonçalo, o 9º batalhão, em Rocha Miranda, e o 20º batalhão, responsável pelo policiamento em alguns municípios da Baixada Fluminense como Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis.

Haverá ainda uma reavaliação médica de militares afastados por problemas de saúde. Dos 44.118 policiais militares na ativa, 26.227 estão aptos a desempenhar funções operacionais e 8.014 encontram-se afastados das ruas. Do grupo afastado das ruas, 5.823 trabalham internamente e 2.191 estão de licença média. Esses 8.014 policiais serão reavaliados por meio de um mutirão de médicos da Polícia Militar com reforço de profissionais de saúde do Exército Brasileiro.

O retorno do pagamento do Regime Adicional de Serviço (RAS), anunciado pelo governador Luiz Fernando Pezão, representará um reforço substancial no policiamento ostensivo em todo o estado. Serão mais mil policiais militares todos os dias nas ruas, que trabalharão nos dias de folga

O Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) voltará a formar novos policiais. Dos aprovados no concurso de 2014, 1.803 começam a fazer curso de formação.

FONTE: Agência Brasil

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.