Pioneira no país, residência médica em Toxicologia inicia inscrições a partir deste sábado (28/10)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Inaugurada em 2014, a residência médica em Toxicologia do Hospital João XXIII – primeira e única no país até o momento – está com inscrições abertas a partir deste sábado, dia 28 de outubro.

A residência tem duração de um ano e oferece ao médico residente treinamento na área de urgência e emergência, especialmente, no atendimento a vitimas de acidentes com animais peçonhentos e intoxicações agudas.

- Continua depois da publicidade -

De acordo com o coordenador do Serviço de Toxicologia do HJXXIII, Adebal de Andrade Filho, a residência em Toxicologia possui, entre outros objetivos, o de disseminar conhecimento toxicológico entre a comunidade médica.

​“A divulgação de protocolos de atendimento a situações frequentes como escorpionismo, ofidismo, intoxicações por pesticidas, medicamentos, entre outras, permite que pacientes possam ser atendidos no próprio local de ocorrência do acidente, evitando assim longos deslocamentos para atendimento e, consequentemente, ganhando  tempo na administração de soros e antídotos, o que melhora em muito o prognostico desses casos”, conclui.

Todas as informações sobre o processo de seleção estão disponíveis no site do Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa (IBGP).

Referência

A Unidade de Toxicologia do Hospital João XXIII (HJXXIII) é considerada um dos maiores centros de referência do país. O serviço atende cerca de 14.000 casos de intoxicação por ano, sendo referência para casos graves em todo o Estado de Minas Gerais.

Além do atendimento presencial e por telefone, o serviço oferece cerca de 70 vagas por trimestre para estágio a alunos das faculdades de medicina da UFMG, Ufop E Funjob e realiza pesquisas e publicações regulares na área de Toxicologia.

A Toxicologia Médica recentemente foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como área de atuação de algumas especialidades médicas. Aprovado pela Comissão Nacional de Residência Médica, o programa é oferecido a médicos que já tenham o título de especialista nas áreas de pediatria, clínica médica, pneumologia e terapia intensiva.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: AGÊNCIA MINAS

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -