PIB da agropecuária cresceu 14,9% no segundo trimestre, aponta IBGE

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário cresceu 14,9% no segundo trimestre de 2017, em comparação com igual período do ano passado, segundo dados divulgados hoje (1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o primeiro trimestre do ano, o setor permaneceu estável.

Com exceção do café, que apresentou queda de 7% na estimativa de produção anual, as demais culturas apontaram crescimento na estimativa de produção anual e ganho de produtividade: milho (56,1%), soja (19,7%) e arroz (16,3%). Segundo o IBGE, esse resultado pode ser explicado principalmente pelo desempenho de alguns produtos que tem safra relevante no segundo trimestre e pela produtividade.

Segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), esse crescimento foi o maior da história da agropecuária na comparação entre segundos trimestres. De acordo com o Comunicado Técnico do Núcleo Econômico da CNA, o resultado do setor foi favorecido não apenas pelo clima, mas também pelo elevado investimento dos produtores rurais na safra 2016/2017.

Para a safra 2016/2017, a estimativa da CNA é que o setor produza 238 milhões de toneladas de grãos, 28% acima do colhido em 2015/2016.

O PIB fechou o segundo trimestre do ano com alta de 0,2% na comparação com primeiro trimestre, na série ajustada sazonalmente. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, a variação do PIB foi de 0,3%.

 

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Para denunciar um comentário ofensivo clique na bandeira vermelha.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.