PF apreende mala de dinheiro e pedras preciosas em Patos de Minas

Operação "A Incomparável do Abaeté" é resultado de investigação sobre corrupção envolvendo importação e exportação de diamantes e pedras preciosas.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação (Polícia Federal/Receita Federal)

A Polícia Federal e a Receita Federal desencadearam uma operação conjunta nesta terça-feira (21) em Patos de Minas. Eles cumpriram mandados de busca e apreensão na Avenida Getúlio Vargas e em outros endereços.

Na residência da Av. Getúlio Vargas, um chaveiro foi chamado para abrir um cofre, mas depois o investigado decidiu colaborar. Em determinado momento os agentes foram até o imóvel vizinho onde pegaram uma mala e depois retornaram para a primeira casa. A mala teria sido jogada na casa vizinha e estava cheia de dinheiro. O valor total ainda não foi divulgado.

Também foram apreendidas pedras preciosas, possivelmente diamantes. O valor sonegado pode chegar a R$ 60 milhões e o material apreendido pode ser utilizado para saldar a dívida junto a Receita Federal.

Entrevista com o Delegado da Receita Federal, Valtair Soares:

A Polícia Federal, com apoio da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e da Receita Federal do Brasil, deflagrou a Operação Policial “A INCOMPARÁVEL DO ABAETÉ”, para combater lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Durante as investigações, que tiveram início em maio de 2018, identificou-se que os principais sócios de empresas do ramo de importação e exportação de diamantes e pedras preciosas de Patos de Minas/MG teriam dissimulado patrimônio obtido em atividades ilícitas e remetido valores ao exterior de forma ilegal. Os investigados, que já respondem a ações fiscais por dívidas, poderão cumprir até 16 anos de prisão, se condenados pelos crimes em apuração. A Polícia Federal representou por cinco mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte e cumpridos naquela cidade.

O nome da operação faz referência ao maior diamante encontrado no rio Abaeté, supostamente descoberto pelos investigados.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito.

https://youtu.be/cdGbcyeMXhA/

Fotos: Lélis Félix (Triângulo Notícias)

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS