Peru perde de 1 x 0 para a Dinamarca

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

No terceiro jogo da Copa, na rodada deste sábado Peru e Dinamarca fizeram um jogo marcado por muita movimentação na região central do gramado, com forte atuação dos jogadores de meio de campo.

Os peruanos Yotún, Carrillo e Cueva ficavam à frente da zaga, dando o primeiro combate aos atacantes dinamarqueses, principalmente Pulsen e o camisa dez Eriksen.

Mais uma vez o árbitro de vídeo (VAR) voltou a ser usado pelo árbitro central. Na jogada de ataque do Peru, em que Cueva passa a bola para Advíncula e a recebe de volta dentro da área, vai em direção ao gol, mas é derrubado pelo defensor da Dinamarca. Eram 43 minutos do primeiro tempo.

Copa 2018: Peru e Dinamarca. Christian Cueva, do Peru, perde uma penalidade.

Copa 2018: Peru e Dinamarca. Christian Cueva, do Peru, perde uma penalidade. – Carlos Garcia Rawlins/ Direitos reservados

O árbitro Bakary Bassama confirma o pênalti, após consultar o VAR. O pênalti batido por Cueva é desperdiçado pelo peruano, que chuta a bola por cima do gol adversário. Logo depois o juiz termina o primeiro tempo.

Segundo Tempo

O jogo no segundo tempo apresentou as duas seleções com um futebol mais ofensivo e com chances de gols para os dois lados. Aos 11 minutos, o peruano Trauco coloca Cueva em condições de marcar. Ele entra em velocidade na área, passa por um zagueiro e passa a bola para Cueva, que chuta distante do gol da Dinamarca.

Dois minutos depois, é a vez da seleção dinamarquesa ir ao ataque. Sisto recebe a bola no seu campo de defesa, avança em velocidade e passa a bola para Eriksen, que dá uma assistência para Poulsen livre na área peruana. Este só teve o trabalho de chutar para o gol na saída do goleiro Gallese, fazendo 1 x 0 para a Dinamarca.

Copa 2018: Peru e Dinamarca. Comemoração do primeiro gol da Dinamarca.

Copa 2018: Peru e Dinamarca. Comemoração do primeiro gol da Dinamarca. – Max Rossi/Reuters/ Direitos reservados

Com o gol da Dinamarca, o treinador peruano decide fazer mudanças na equipe. Na mais aguardade delas, Ele tira Edison Flores e coloca Paolo Guerrero. A entrada do craque peruano, que quase ficou da Copa por causa de uma punição por doping, melhorou um pouco o desempenho do ataque. O time chegou a ter várias chances de gols, mas sem sucesso.

Os dinamarqueses se fecharam na defesa e conseguiam rechaçar as jogadas de ataque do Peru. O jogo foi nesse ritmo até o árbitro apitar o fim da partida.

FONTE: Agência Brasil

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.