Patos de Minas tem 4° ato contra Bolsonaro neste sábado (24)

Uma das novidades foi o protesto contra a municipalização das escolas estaduais de Patos de Minas.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Foto: Igor Nunes (Patos Notícias)

Manifestantes voltaram às ruas de Patos de Minas contra o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), neste sábado (24). A concentração foi na Praça do Coreto por volta das 10h. Dentre as pautas estavam o repúdio ao atual governo federal e a aceleração da vacinação em massa. Também haviam faixas contra a municipalização das escolas estaduais, proposta apresentada na quinta-feira (22) na Câmara Municipal de Patos de Minas.

Cerca de 40 pessoas participaram do ato, segundo a organização. A ideia inicial era percorrer as ruas centrais em passeata, mas devido a adesão tímida decidiram permanecer na Praça do Coreto. Eles disseram que o maior objetivo é resistir numa cidade na qual 70% votaram em Bolsonaro. Houveram pronunciamentos contra o presidente, contra o governador Romeu Zema e a favor da vacinação em massa. Algumas chegaram a gritar “Fora Falcão”, fazendo referência ao prefeito municipal de Patos de Minas.

Segundo Élida Abreu, do Movimento Negro Unificado de Patos de Minas, o grupo reconhece que a vacinação começou a avançar, mas ainda é necessário disponibilizar mais vacinas. Ela destacou também que uma das bandeiras é o combate a corrupção diante dos indícios de superfaturamento na compra de imunizantes, revelados pela CPI da pandemia. “O atual governo mata mais que a pandemia, mata e deixa vivo, acaba com os sonhos da comunidade negra, quilombolas, LGBTs, enfim …” afirmou ela.

Para Hermano Caixeta, ex-candidato a prefeito pelo PSB e economista, a inflação e o desemprego estão aumentando e com isto a população volta a reivindicar estas “velhas pautas”. Ele disse que o atual cenário econômico é semelhante ao vivenciado em 2015, durante o governo de Dilma Rousseff.

Esse é o quarto protesto contra o presidente este ano em Patos de Minas. O primeiro aconteceu em 29 de maio e reuniu cerca de 50 pessoas. Em 19 de junho, quase 100 pessoas percorreram as ruas da região central. Já em 3 de julho, houve a adesão de cerca de 90 pessoas.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
1 Comentário
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Luisinho Amarante
Luisinho Amarante
24/07/2021 12:25

É isso aí Ermano fica firme. Desemprego recorde, volta de inflação, políticas pública que ajudam só ricos, corrupção claríssima nas vacinas além de incompetência extrema. Nas palavras do próprio PR “governo canalha”, tem que sair fora mesmo.

A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.