Patos de Minas tem 261 casos confirmados de dengue

Uma morte suspeita está em investigação.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O assunto do momento é o novo coronavírus, contudo os casos de dengue continuam a surgir. Patos de Minas registra 261 casos confirmados da doença, segundo dados, de janeiro a maio de 2020, do Programa Municipal de Combate a Dengue (PMCD). Há 556 casos suspeitos e o total de notificações chega a 817. Uma morte suspeita está em investigação.

Segundo a coordenadora do PMCD, Daniele Nunes, o número de casos, se comparado ao mesmo período do ano passado (2019), é três vezes menor.

- Continua depois da publicidade -

O Aedes Aegypti transmite, além da dengue, a febre amarela, a zika e a chikungunya. Em Patos de Minas, há três casos suspeitos de chikungunya.

Confira a seguir como eliminar os criadouros do Aedes Aegypti:

  • Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;
  • Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
  • Manter caixas d’agua bem fechadas;
  • Remover galhos e folhas de calhas;
  • Não deixar água acumulada sobre a laje;
  • Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;
  • Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
  • Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
  • Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
  • Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
  • Acondicionar pneus em locais cobertos;
  • Fazer sempre manutenção de piscinas;
  • Tampar ralos;
  • Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
  • Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
  • Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
  • Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
  • Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
  • Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -