Patos de Minas regride para a Onda Vermelha do Minas Consciente

Segundo o Governo de Minas Gerais, houve uma piora dos índices da pandemia. Mudança, em Patos de Minas, vale a partir de segunda-feira (10). Aulas presenciais na rede privada continuam autorizadas, apesar da mudança de onda.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Diferente de outras regiões de Minas Gerais, mudança em Patos de Minas ocorrerá na segunda-feira (10). Comitê Municipal decidiu dar mais tempo para o comerciante reduzir o estoque antes das restrições de público da Onda Vermelha.

A microrregião de Patos de Minas regrediu no Programa Minas Consciente. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (6/5) pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia no estado e conta com integrantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, do Ministério Público, da Associação Mineira dos Municípios e da Defensoria, entre outros órgãos.

A macrorregião noroeste segue na Onda Vermelha. A macrorregião de Saúde Norte, que estava na amarela, vai regredir para a onda vermelha do Minas Consciente a partir de sábado (8/5), plano criado pelo governo para retomada segura e gradual da economia. Com isso, 11 das 14 macrorregiões mineiras seguem na fase vermelha, etapa que permite o funcionamento de todas as atividades econômicas desde que cumpram regras como maior distanciamento e limitação máxima de pessoas. As regiões Triângulo do Norte, Vale do Aço e Jequitinhonha seguem na onda amarela.

O grupo também deliberou pela progressão para a onda amarela das micros de Itabira e João Monlevade, na região Central, e das de Além Paraíba, Juiz de Fora/Lima Duarte e Santos Dumont, na região Sudeste.

Já as micros de Araçuaí e Diamantina/Serro, no Jequitinhonha, Patos de Minas/São Gotardo, na região Noroeste, Brasília de Minas/São Francisco/Januária, na região Norte, e Muriaé e Ubá, na região Sudeste, que estão na onda amarela, voltarão para a fase vermelha do plano a partir de sábado após apresentarem piora nos índices da doença.


O que muda no comércio de Patos de Minas na Onda Vermelha? Clique e confira


Números

A incidência da covid-19 no estado teve aumento de 11% nos últimos sete dias. Já a positividade, ou seja, o percentual de pessoas com sintomas que testam positivo para covid-19, se manteve em 39%, mesmo índice da semana passada, indicando estabilidade da doença.

A pressão por leitos no Estado, por sua vez, diminuiu, passando de 179 pessoas na fila de espera, na última semana, para 157 nesta semana.

As cidades com menos de 30 mil habitantes apresentaram queda na incidência da covid-19 pela terceira semana seguida. Agora, são 87 municípios com incidência abaixo de 50 casos para 100 mil habitantes, podendo progredir automaticamente de onda, independentemente da situação da região em que se encontram.

Vacinação

O secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, ressaltou a efetividade da vacina nos grupos que já receberam a segunda dose do imunizante, uma vez que os óbitos continuam em queda em pacientes acima de 70 anos.

“Esperamos que estes resultados também se reflitam no grupo de pessoas entre 60 e 70 anos a partir da aplicação da segunda dose da vacina que acontece nos próximos dias. Atualmente o nosso maior ponto de atenção é em relação ao número de casos e óbitos que continuam com maior incidência nesta faixa de idade”, alertou o secretário.

Baccheretti ainda reforçou sobre a necessidade da manutenção de todos os cuidados para evitar a propagação da doença, como uso de máscara, distanciamento e higienização das mãos. “O vírus ainda está circulando de forma intensa no nosso Estado. Todos precisam se proteger e proteger o outro”, afirmou.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

7 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Patense revoltada
Patense revoltada
06/05/2021 19:45

Isso é culpa do cidadão patense que anda na rua sem mascara e não respeita o distanciamento nas filas, é culpa do prefeito e do poder municipal juntamente com a policia que não fiscaliza e nem impõe medidas necessárias para punir essa população que não está nem ai e a cima de tudo de um poder federal ineficiente que promoveu apenas fake news e recusou diversas propostas da vacina, ele e toda essa gente que não está nem ai pra essa pandemia são os culpados das mais de 400 mil mortes e dos milhões de brasileiros de infectados.

Indignada
Indignada
06/05/2021 17:24

Ainda querem que as aulas voltam mando nunca

Observadora
Observadora
06/05/2021 17:23

Interessante!! Ontem, vi uma foto no instagram de uma vereadora, numa reunião. Eram aproximadamente 20 mulheres, uma do lado da outra. Enfim, a hipocrisia!

Franco
Franco
06/05/2021 16:09

Já era previsto já q os bares da cidade estão transbordando de gente i responsável,q não pensa nele qnto mais diria no próximo.

Priscila
Priscila
06/05/2021 15:25

Bares com musica ao vivo as pessoas achando que a pandemia acabou. infelizmente não tem uma gota de responsabilidade e assim caminha a humanidade

Sancho pança
Sancho pança
06/05/2021 15:03

Boa tarde a todos…eu avisei semana retrasada …do aumento.de casos.gente nao era hora de liberar os bares e restaurantes e eventos…já virou uma piada essa nossa região..que palhaçada…ass senhor barriga

Edresi2@Yahoo. Com.br
Edresi2@Yahoo. Com.br
06/05/2021 15:01

Desculpe mais nossos índices estão baixos. Não dá para entender como é feito essa avaliação. .

A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.