Patos de Minas já tem a confirmação de duas variantes e suspeita da indiana

Até o momento está confirmada a circulação das variantes P.1 e P.2, originadas no Amazonas e no Rio de Janeiro, respectivamente.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
variantes da covid-19 em Patos de Minas
Em microbiologia e virologia, o termo variante ou “variante genética” é usado para descrever um subtipo de um microrganismo que é geneticamente distinto de uma cepa principal
Foto: PIRO4D por Pixabay

Patos de Minas – A Secretaria Estadual de Saúde confirmou que o município tem a confirmação de duas variantes do novo coronavírus. Através de sequenciamento genético foram identificados 15 casos da variante Gamma (P.1). Essa variação surgiu em janeiro no Amazonas e hoje é a mais presente no país. Também foi confirmado um caso da variante Zeta (P.2), identificada primeiramente no Rio de Janeiro.

Segundo a FIOCRUZ, assim como a P.1, a P.2 é transmitida de forma mais rápida, mas os cientistas ainda pesquisam se ela é ou não mais letal. Esta variante apresenta apenas uma mutação na espícula, enquanto a P.1 tem um número maior de mutações na proteína que se ligam às células humanas e por isso gera mais preocupação.

Um caso suspeito da variante Delta, originada na Índia, é investigado em Patos de Minas. Um bebê de 9 meses faleceu no último sábado (14) num hospital particular. O material biológico está em análise na FUNED (Fundação Ezequiel Dias) em Belo Horizonte. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, pessoas que tiveram contato com a criança ou com parentes dela são monitoradas.

A variante Delta é mais transmissível e resistente ao sistema imunológico. O CDC (Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos) indicou que a variante Delta tende a causar casos mais graves entre não-vacinados, se comparada a outras variantes e à cepa original.

Na terça-feira (17), a Secretaria Estadual de Saúde confirmou a transmissão comunitária, ou seja, dentro do território, da variante Delta. São 12 casos confirmados, sendo cinco na região central, quatro no sudeste, dois no noroeste e um no norte de Minas Gerais.

A vacina é eficaz contra as variantes?

Sim, a vacinação é a melhor arma contra o novo coronavírus, independente da variante. É fundamental que todos se vacinem com as duas doses e mantenha os cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higienização.

O que diz o ESTADO sobre a situação em Patos de Minas?

A Secretaria Estadual de Saúde emitiu uma nota explicativa sobre a situação em Patos de Minas e no estado em geral. Leia a seguir:

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que o caso citado está em investigação. O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais (CIEVS-Minas) aguarda o resultado do exame RT-PCR para avaliação dos critérios laboratoriais e seguir para sequenciamento genético.

A investigação de possíveis contatos foi realizada conforme protocolos estabelecidos. O Cievs-MG segue conduzindo a investigação do caso junto à Unidade Regional de Saúde e junto ao município para avaliação do histórico do paciente.

Até o momento, o município de Patos de Minas não tem nenhum caso confirmado da variante Delta.

É importante ressaltar que a SES-MG tem ampliado as ações de vigilância genômica do novo coronavírus e realizado um monitoramento rigoroso dos casos suspeitos da variante, a fim de coibir a disseminação da mesma no estado.

A Secretaria, por meio da Subsecretaria de Vigilância em Saúde e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com a Fundação Ezequiel Dias (Funed), está fazendo o monitoramento em tempo real das variantes em circulação no estado.

O Observatório de Vigilância Genômica de Minas Gerais (OViGen-MG) tem realizado o monitoramento semanal das variantes circulantes no estado, através da amostragem aleatória realizada em nove unidades regionais de saúde, escolhidas estrategicamente devido à localização geográfica no território mineiro, totalizando 180 amostras analisadas por semana.

Além das Unidades Regionais de Saúde selecionadas previamente, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) solicita amostragem para avaliar se há circulação de novas variantes em outras regiões, a partir do acompanhamento dos indicadores que demonstram tendência de aumento de casos.

Foi implementado um painel de monitoramento onde é possível consultar qual o tipo de variante ou linhagem que foi identificada no estado, o município de ocorrência e o número de amostras analisadas em cada região. O painel é aberto para consulta pública e está disponível no link: https://coronavirus.saude.mg.gov.br/painel

MEDIDAS ADOTADAS

Para minimizar o risco de disseminação, a SES-MG realiza monitoramento dos casos confirmados e contatos, além do apoio técnico junto às Secretaria Municipal de Saúde e Unidades Regionais de Saúde para obter mais informações para a investigação epidemiológica. A SES-MG também está coordenando o alinhamento com a rede de laboratórios para fortalecer a vigilância genômica em Minas Gerais, além do contato direto com o CIEVS Nacional /Ministério da Saúde para direcionamento das ações em decorrência de casos confirmados.

A Secretaria tem também adotado estratégias para acelerar a imunização, principal medida de prevenção. É imprescindível que a população, que integre os grupos prioritários do Programa Nacional de Imunizações (PNI), não deixe de procurar uma unidade de saúde para a vacinação contra a covid-19, sem esquecer do reforço da segunda dose, já que só com o esquema completo é possível reduzir a transmissão da doença e evitar a forma grave da doença.

A SES-MG tem reforçado as recomendações sanitárias como o uso correto de máscaras, lavagem das mãos com frequência e evitar aglomerações.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.