Parente: leilão do pré-sal mostrará que governo acertou ao promover mudança

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou hoje (25) que as próximas rodadas de partilha da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na sexta-feira (27), mostrarão que o governo federal acertou ao retirar da estatal a obrigação de ser operadora na exploração e produção de petróleo do pré-sal. Parente falou durante um almoço que reuniu representantes de empresas do setor petrolífero no Riocentro, na zona oeste do Rio de Janeiro, durante a Offshore Technology Conference.

"Tenho certeza de que na sexta-feira veremos o quão certo o governo estava em tomar essa medida", disse Parente. "A Petrobras, sozinha, não seria capaz, não teria condições de desenvolver todos os campos que serão opção no leilão de sexta", acrescentou.

O presidente da estatal argumentou que é preciso acelerar a extração do petróleo em águas profundas, para que as riquezas geradas beneficiem todas as esferas de governo e a sociedade.

"Foi uma medida muito importante para o país. Foi bom para a Petrobras, mas foi muito importante para o país, para acelerar o processo de tirar proveito dos recursos que temos, ou eles ficariam guardados em águas profundas e não permitiriam aos brasileiros tirar proveito disso".

A ANP realizará na próxima sexta-feira a Segunda e a Terceira Rodadas de Partilha de Produção do Pré-Sal, em que serão oferecidos blocos em oito áreas diferentes. A expectativa da agência reguladora é de que haja ofertas por todas as áreas, e, em alguns casos, disputas acirradas.

Um decreto publicado pelo presidente Michel Temer em 3 de maio deste ano regulamentou as mudanças a que se refere Parente. As alterações foram votadas no Congresso e sancionadas sem vetos no ano passado.

A partir das novas normas, a Petrobras deixou de ser a operadora única do pré-sal brasileiro e passou a ter preferência como operadora na formação dos consórcios de exploração e produção nos blocos, sob o regime de partilha de produção.

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Para denunciar um comentário ofensivo clique na bandeira vermelha.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.