Paralisação dos Correios mobiliza funcionários que nunca participaram de greve em Patos de Minas

Eles afirmam que não querem politizar a greve e pedem apoio da população.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Na manhã desta terça-feira (18), funcionários dos Correios promovem manifestação na sede da estatal, na Rua José de Santana. Os trabalhadores cobram a manutenção do acordo coletivo firmado em 2019, e que teria validade por dois anos, mas foi revogado pela corporação. Segundo apurou o Clube Notícia, servidores que nunca participaram greve aderiram o movimento. Eles afirmam que não querem politizar a greve e pedem apoio da população.

“Nós viemos aqui para reivindicar alguns dos nossos direitos que estão sendo usurpados. Muitos funcionários aqui, 70% no mínimo, nunca aderiram uma greve. Eu, por exemplo, tenho 24 anos de casa e nunca participei de uma greve. Nós não queremos perturbar. A gente vai tentar levar para a população que nossos direitos estão se perdendo”, disse um dos servidores ouvidos pela reportagem do Clube Notícia.

A avaliação dos funcionários é que a greve precisa acontecer para que os direitos dos trabalhadores sejam mantidos. Eles também se colocam contra a privatização da estatal. Por meio de sua assessoria, os Correios informaram que estão cientes do estado de greve nos estados do Amapá, Bahia, Brasília, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.