Pacientes aguardam aglomerados para fazer teste de COVID-19; secretária pede respeito aos critérios

Eles reclamam que não foi fornecido álcool gel e nem água. A secretária disse que a estrutura será ampliada e que a população deve respeitar as regras de testagem.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Começou a funcionar nesta segunda-feira (17) o Centro de Testagem e Enfrentamento à Covid-19 de Patos de Minas. O local foi estruturado no imóvel do antigo CAPS AD (Rua Dona Luiza, 710, Bairro Lagoa Grande), para funcionamento 24 horas, todos os dias da semana.

Houve uma alta procura pela testagem. Pacientes reclamaram da aglomeração no local. Uma senhora, que não quis gravar entrevista, disse que chegou às 10h e até às 16h não tinha sido atendida.

Uma outra mulher foi atendida por volta das 15h45 e disse, ao sair, que tinha aguardado na fila desde às 8h30. Ela contou que testou negativo, mas está receosa já que teve contato com pessoas infectadas na fila.

Outra reclamação é quanto as condições do local. Os pacientes alegam que não foi fornecido álcool gel e nem água. As pessoas que aguardavam na calçada ficaram no sol e ainda se molharam por causa da chuva do meio da tarde.

Entre às 8h e às 15h, cerca de 120 pessoas testaram positivo para a COVID-19. O número se refere apenas ao Centro de Testagem do Lagoa Grande, ou seja, o número total é mais elevado.

O repórter Lélis Félix, do Patos Notícias, esteve no local e mostrou a situação ao vivo. Assista:

A Secretária de Saúde, Ana Carolina Magalhães Caixeta, afirmou que a estrutura será ampliada com a instalação de tenda e fornecimento de água e de álcool gel. Ela pede que apenas pacientes que se enquadrem nos critérios procurem o Centro de Enfrentamento a COVID-19 na Rua Dona Luiza.
 
Neste primeiro momento serão testados, A PARTIR DO TERCEIRO DIA DE SINTOMAS, somente:
  • pacientes que tenham maior gravidade de sintomas (dispneia/desconforto respiratório; ou pressão persistente no tórax; ou saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente; ou coloração azulada de lábios ou rosto);
  • pacientes hospitalizados e cirúrgicos;
  • pessoas no grupo de risco (por exemplo imunossuprimidos ou em tratamento de câncer);
  • gestantes e puérperas (45 dias após o parto);
  • trabalhadores assistenciais da área da saúde;
  • colaboradores de serviços essenciais.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.