Patos de Minas 

Orla da Lagoa Grande: escuridão, abandono e insegurança

Com pouca ação do poder público, cartão-postal é dominado por vândalos, usuários de drogas e moradores em situação de rua.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Quem chega a Patos de Minas pelo terminal rodoviário se encanta com a bela vista da Lagoa Grande, porém basta alguns passos para perceber o abandono do local, principalmente se a visita for no período noturno.

Os problemas são inúmeros. Os postes de iluminação já não funcionam mais, há bancos de concreto quebrados, passeios esburacados e jardins sem cuidados. Na ilha, a “casinha” está danificada, abandonada e virou ponto para usuários de drogas. Até o bebedouros, instalados recentemente pela COPASA, já não funcionam mais.

Vejam as fotos feitas pelo repórter Igor Nunes:

A exceção é o novo parquinho infantil, instalado nas últimas semanas pela Prefeitura de Patos de Minas.

A orla da Lagoa Grande está sem o mínimo, iluminação. A prefeitura alega que os cabos foram furtados no início de dezembro/2021, como mostrou o Patos Notícias.

Usuários de drogas são frequentes. Ao andar pela orla é comum sentir o forte odor de maconha. Além disso, os pedintes se multiplicam, principalmente no entorno da rodoviária. Há vários relatos de mulheres que foram assediadas ao fazer uma simples caminhada pelo cartão-postal.

Pescar e nadar, algo que é teoricamente proibidos pelas placas, é frequente. Imagens, compartilhadas nas redes sociais, mostram que jovens usam até o telhado da “casinha” como trampolim. O repórter Igor Nunes flagrou um despacho de macumba no meio da ilha, perto de uma árvore.

Segundo moradores, que não quiseram ser identificados, os problemas na orla da Lagoa Grande são antigos. Eles contam que cobraram providências aos prefeitos anteriores, porém nenhuma medida realmente efetiva foi adotada.

Em 2021, duas pessoas morreram afogadas na Lagoa Grande no período noturno. Além disso, um jovem de 23 anos foi morto a tiros no local.

Na terça-feira (26/01), um vídeo, que circula nas redes sociais, mostrou uma travesti sendo agredida na orla. A vítima recebeu joelhadas e chegou a ser arrastada na terra. O Patos Notícias procurou no dia seguinte a Polícia Militar, mas descobrimos que as pessoas se preocuparam em filmar e não chamaram a polícia. Não houve registro oficial até então.

Veja o vídeo:

Sobre os usuários de drogas e crimes que acontecem na Orla da Lagoa Grande e mediações do Terminal Rodoviário, a Polícia Militar informou que tem feito patrulhamento frequente no local, além de possuir uma base comunitária, que funciona diariamente de 12h às 20h. Porém, a PM alega que os esforços tem que ser em conjunto com o poder público. Segundo o Tenente Daniel, uma reunião será realizada com os órgãos responsáveis para buscar alternativas para melhorar a segurança.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA)  informou que é responsável pela jardinagem, bebedouros e lixeiras da Orla da Lagoa Grande. QuestionadA sobre a situação, a companhia respondeu através de Nota:

A Copasa informa que técnicos da companhia irão até a orla da Lagoa Grande, em Patos de Minas, nesta quarta-feira (26/01), para fazer o levantamento dos bebedouros e lixeiras danificados e providenciar sua substituição o mais breve possível.  

A empresa esclarece que periodicamente as estruturas são reformadas e devolvidas para o cartão postal da cidade, mas que sempre são alvo de depredação. A Copasa pede a colaboração da população para que denuncie às autoridades competentes quaisquer atos de vandalismo contra essas estruturas. 

Em relação ao gramado, a Copasa informa que, mesmo que empregados terceirizados estejam mantendo o local limpo e sem mato, tem ciência de que existe uma dificuldade natural para que a grama nasça no entorno das árvores e está estudando alternativas que podem reverter a situação em breve. 

Sobre a iluminação e os moradores em condução de rua, o Patos Notícias procurou a Prefeitura de Patos de Minas que também respondeu através de nota:

Em relação aos questionamentos apresentados, informamos:

-a iluminação na região da orla da Lagoa Grande está desativada desde o mês passado devido ao furto das instalações aérea e subterrânea. A empresa terceirizada responsável pelo serviço no local já está tomando as providências para realizar a manutenção (prevista para iniciar no próximo fim de semana).

-quanto às pessoas em situação de rua na região da rodoviária e da orla da Lagoa Grande, o Creas não possui amparo legal para retirá-las desses locais. São realizadas semanalmente rondas sociais em favor dessas pessoas em diversas localidades da cidade. Nas abordagens, são oferecidos os serviços do abrigo temporário como: almoço, jantar, banho e passagem (quando estão na situação de migrante). No momento, o município dispõe de abrigo temporário noturno.

Questionada sobre os passeios, a assessoria de comunicação da prefeitura informou que está apurando com a secretaria responsável e em breve vai emitir uma nota sobre a situação.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

2 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Jair Nunes Cardoso
28/01/2022 18:43

Infelizmente essa situação da beira da Lagoa grande,terminal rodoviário e adjacentes, não é só um problema social,é muito mais criminal e justiça do quê social. Usuários de drogas estão espalhados não só em Patos de Minas, mas em todo Brasil e até mesmo em grande parte do mundo todo. Depois que começaram a tratar usuário de drogas como vítima da sociedade,nós passamos a ser os criminosos e ameaças para eles,inverteram as posições e tornaram o cidadão de bem ameaças para a sociedade ,e os bandidos que furtam e até matam pra comprar a droga do traficante,que também passou a ser… Ler mais...

Amilton Casagrande
28/01/2022 18:02

Patos passou da hora de ter uma guarda civil. Pois a polícia militar não fica o tempo todo, no mesmo lugar. A guarda civil seria mais pra proteger os bens públicos. E também chegar a borracha nesses vândalos.com vontade !!!

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.