Operação Tentáculo: PC desarticula Organização Criminosa do Bairro São José Operário em Patos de Minas

Os indivíduos estariam envolvidos em vários crimes, como tráfico de drogas e homicídios. Eles planejavam até assaltar um carro-forte no futuro.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
David Correa Júnior e João Matheus Correa são apontados como cabeças da organização.
Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Patos de Minas apresentou nesta manhã os resultados de uma investigação que desarticulou uma das maiores organizações criminosas da cidade. O grupo formado por cerca de 21 pessoas seria o responsável por vários crimes, dentre eles homicídios, tentativa de homicídios, furtos, roubos e tráfico de drogas.

De acordo com o delegado, Érico Rodovalho, a investigação se iniciou após o registro de homicídios no mês de julho e agosto. “A partir deste momento conseguimos levantar 21 nomes de indivíduos que estavam envolvidos com atividades criminosas” disse Érico.

Foram emitidos 14 mandados de prisão e três de apreensão, deste modo dez pessoas foram presas e dois adolescente apreendidos e submetidos a internação. Cinco envolvidos, dentre eles um adolescente, seguem foragidos. Outros quatro sujeitos que supostamente participam da organização, já estão presos.

A organização possuía uma hierarquia, isto é eram sistematicamente organizados e havia um respeito entre seus integrantes. David Correia Junior de 24 anos, conhecido como Pezão, é apontado como o comante da organização. Já o seu irmão, João Matheus Correira de 19 anos, vulgo Teu, seria o seu braço direito. “Juntos eles organizavam as ações e forneciam as armas aos demais integrantes” declarou o delegado.

Os crimes seriam motivados por uma rixa de grupos que disputam o controle do tráfico de drogas nos Bairros São José Operário e Nossa Senhora Aparecida. “Eles brigam pelo controle e essa rixa pode acabar vitimando inocentes, por esse motivo trabalhamos e conseguimos retirar esses sujeitos das ruas”.

Os Homicídios

As mortes que deram origem a “Operação Tentáculo” ocorreu em dois meses seguidos, julho e agosto. O primeiro foi registado em 09 de julho, um domingo, e vitimou Higor Ferreira Neves, de 21 anos, mais conhecido como “Dimenor”. O rapaz participava de uma festa automotiva no Bairro Planalto quando foi surpreendido pelo atirador que efetuou pelo menos seis tiros.

A segunda ocorrência aconteceu em 12 de agosto, uma sexta-feira, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Luciano José Serrano, de 32 anos, conhecido como Xande, foi morto a tiros.

Cerca de oito dias depois, 20/08, outro homicídio foi registrado. Um jovem de 17 anos foi morto a tiros, também no Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Pode haver relação com o homicídio de ontem (01/10)

A Polícia Civil não descarta uma ligação da organização criminosa com o homicídio ocorrido na tarde de ontem, domingo (01/10), no qual Alan Bento da Silva Ferreira, de 23 anos foi morto à tiros na Avenida Brasil.

Leia mais: Casal é atingido por tiros na Avenida Brasil em Patos de Minas

“Não descartamos o envolvimento deste grupo, porém nosso trabalho dá mais tranquilidade, pois inviabilizamos uma represália entre os grupos criminosos.

Queriam assaltar Carro-Forte

A Polícia Civil apurou que os indivíduos estavam planejando executar um futuro assalto à carro-forte. De acordo com o delegado, eles estavam apreendendo as artimanhas para a execução do crime.

“Eles não possuíam poder de fogo para consumar o assalto, mas estavam apreendendo com os “amigos” do presídio.” completou Érico Rodovalho.

Identificação dos Presos

Vídeos

Coletiva de Imprensa

Entrevista: Dr. Érico Rodavalho

Entrevista: Dr. Luís Mauro Sampaio

Matéria em Atualização

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS