Operação Bagre: Polícia Federal cumpre mandatos em Patrocínio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Grupo com base em São Miguel do Iguaçu-PR distribuía drogas para o São Paulo e Minas Gerais. Mandatos foram cumpridos em Patrocínio. 

Segundo o delegado Bianchi, a maioria dos investigados atuava na mesma quadrilha.
Foto: Giovan Valiati/RPC

A quadrilha desmantelada pela Polícia Federal na “Operação Bagre”, deflagrada na manhã desta quinta-feira (6), chegou a enviar cerca de uma tonelada de maconha para o Rio Grande do Sul. Segundo o delegado da PF em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Carlos Eduardo Bianchi, a droga vinda do Paraguai entrava no país pelo Lago de Itaipu e seguia ainda para São Paulo e Minas Gerais.
“Durante as investigações iniciadas há um ano e meio foi apreendida uma arma, munições, 2 kg de haxixe e 300 kg de maconha. Também foram identificadas outras remessas que podem chegar a aproximadamente uma tonelada de maconha”, explicou o delegado Carlos Eduardo Bianchi.
Dos 20 investigados, 12 atuavam na mesma quadrilha. O restante agia em parceria com a organização paranaense ou de forma isolada.
Dos 15 mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal, onze foram cumpridos, entre eles o que tinha como alvo o líder da organização, conhecido como “Bagre”. Ele e outros dois suspeitos foram presos em São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná. Outras sete pessoas foram presos em Foz do Iguaçu e uma em Santa Helena.
Foram cumpridos ainda 14 mandados de busca e apreensão, e duas pessoas foram conduzidas coercitivamente, quando são levadas à delegacia para depor.
No Paraná, as ações foram realizadas também em Foz do Iguaçu e em Medianeira; no Mato Grosso do Sul, em Dourados; em Minas Gerais, na cidade de Patrocínio; e no Rio Grande do Sul, em Novo Hamburgo.
A Justiça determinou também o bloqueio de quatro imóveis e o sequestro de cinco veículos. Outros três foram apreendidos, além de telefones celulares e três espingardas. Há suspeita de que os bens tenham sido adquiridos com o dinheiro do tráfico de drogas.
Os suspeitos devem responde por tráfico e associação ao tráfico de drogas. Dois deles responderão ainda por tráfico de armas.
G1 – Paraná
RPC TV –  Globo
06/04/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -