Oito são presos suspeitos de integrarem organização criminosa e fomentar tráfico e violência no Bairro Jardim Aquarius

Presos foram apresentados nesta manhã em coletiva de imprensa. Um indivíduo está foragido.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Lélis F. Souza (Triângulo Notícias)

O delegado, Dr. Érico Rodovalho, apresentou nesta manhã o resultado de uma investigação que levou a prisão de oito pessoas em Patos de Minas.

Foram presos: Celso Luís de 29 anos, Reinaldo Eustáquio de 38 anos, João Batista de 36 anos, Juraci Pereira de 35 anos, Phatrik Pereira de 19 anos, Tedy Arcanjo de 30 anos, Adriana Maria de 35 anos e Erenilda Batista de 47 anos.

- Continua depois da publicidade -

Equipe de investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas, chefiados pelos delegados de polícia, Dr. Érico Rodovalho e Vinícius Volf Vaz, coordenados pelo Subinspetor Terval Carlos, realizaram na data de 02/8/2018 operação policial no bairro Jardim Aquarius de repressão a crimes de tráfico de drogas e homicídios, cumprindo mandados de busca e apreensão e de prisões contra alvos investigados por vários meses e inclusive já considerados alguns deles foragidos da justiça, tendo em vista a existência de uma disputa territorial pelo controle do tráfico de drogas naquela região da cidade e que fomenta a violência através de homicídios tentados e consumados, disparos de armas de fogo em vias publicas e outros crimes relacionados.

Assim, durante a ação, os policiais conseguiram adentrar à “boca de fumo” monitorada pelo “olheiro” Reinaldo Eustáquio, que contava com aparato e suporte do lado de dentro para, através de um vão no muro, vigiar confortavelmente a movimentação na rua de policiais, usuários e traficantes rivais. No interior da casa se encontravam outras pessoas, tendo João Batista Lopes tentado “dispensar” dez pedras de crack em um dos cômodos da mesma, bem como, uma pedra maior com porte para fração em outras quinze e uma porção de cocaína.

Foto: Lélis F. Souza (Triângulo Notícias)

Já com Adriana Maria de Jesus, foram localizadas pela investigadora de polícia componente da equipe atraves de busca pessoal mais cinco pedras de crack em suas partes íntimas. João Batista e Adriana foram identificados como responsáveis pela casa fiscalizada.

Outros indivíduos que foram detidos no local e que eram procurados pela justiça através de mandados de prisão foram Erenilda Batista e Juraci Pereira da Silva, sendo todos os cinco presos em flagrante delito e conduzidos para a Unidade Policial.

Pablo Júnior de 30 anos está foragido. Ele já tem passagens por tráfico e porte de armas.

Suspeita rebate acusações e diz ser usuária; assista

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -