O bandido e a donzela do Caiçaras

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Ele não é bandido propriamente dito, mas ela é sim uma donzela com todas as regalias. Estou falando de Valdeci Pereira da Silva, 75 anos e Nanci Pereira de Melo, 72. Tinha quem duvidasse dessa união:

______Ele só namora moças ricas.
Mas ela estava crente que tinha encontrado o maior da sua vida:
______Eu vou casar com aquele homem de camisa preta.
Disse ela em uma casinha pequena, de tábuas no chão, com dois degraus na porta de entrada, ao lado de outras moças em Lagoa Formosa-MG, ao ver de longo Valdeci, de fato seu futuro e atual marido, passando com mais três amigos, depois de mais uma longa viagem.
______Nesse momento os anjos falaram amém!
Capatazes, como eram chamados, Valdeci e seus conhecidos, os peões de boiadeiro viviam em viagens, de fazendas em fazendas, entre cidades de Minas Gerais e São Paulo, levando muitas, muitas cabeças de gado. Algumas idas somadas as vindas, davam mais de 45 dias, mas tudo tinha um preço, na época pagado por mil réis, dado por um rico fazendeiro, ambicioso, que levava o nome de João Chefe.
E foi assim, por meio dessa moeda, que Valdeci pagou todo o casório com a Nanci mais à frente. De Luziânia-GO, ele veio parar na Lagoa, onde os irmãos já moravam, para cuidar da fazenda e das criações da família. Mas antes um filme colocava em cheque, se Valdeci era um bom homem, ou se de fato na verdade era um galanteador barato, que conquistava as mulheres de longe. 
______Ele fazia o papel de bandido.
Como ela mesma disse, no fim das contas ele era mesmo um bandido, no filme de grande sucesso de 1965, “Grande Sertão”, uma adaptação do romance “Grande Sertão: Veredas” de Guimarães Rosa por Geraldo Santos Pereira e Renato Santos Pereira.
Por coincidência, as estalagens das gravações foram parar justo na casa, na fazenda da família de Nanci:
______Lá ficava cheinho de gente…
Ao lado dos atores Milton Gonçalves, Maurício do Valle e Sônia Clara, Valdeci também se destacou durante os próximos três meses e alguns dias, sendo aplaudido pelos diretores, amigos de cena e curiosos que rodeavam a fazenda, afinal um dos vilões, esse por sinal, jovem e marrento da história, também tinha seus dias de glória.
______Lá em Santana, à frente da igreja, ficou toda furada de bala, após uma cena de tiroteio.
O filme que era em preto e branco, delimitava aos atores usarem a mesmo roupa do início ao fim das gravações para serem reconhecidos mas facilmente pelo público.
______Eu usava um chapelão, e era o bandido da blusa preta com calça azul.
E entre uma cena e outra, o casal se flertava e trocava selinhos, até ficarem noivos. Assim passados todo o burbulhinho do curta-metragem nos arredores de Lagoa Formosa e Santana, ambas cidades mineiras, era hora do bandido se casar com a donzela da sua vida. Com uns trocados herdados pelas viagens à cavalo e pelo filme no bolso, lá foram Nanci e Valdeci Pereira, com 19 e 21 anos respectivamente, dar início à uma união que dura até hoje:
______No dia 24 de outubro agora, faz 52 anos de casados.
______Não! Vai fazer 53 anos que nos casamos.
______ É 53… É!
Quatro meses após o casamento, que aconteceu na Matriz Lagoa Formosa, no ano de 1951, o casal decidiu mudar da cidade onde viviam, para a mas próxima, Patos de Minas-MG. Foi na casa de um dos irmãos de Valdeci, que eles passaram alguns meses, antes moraram em uma casa de aluguel, e mais adiante:
______Moramos onde é atualmente a Vieira & Silva na Rua Gabriel Pereira.
______Foi lá onde tivemos nossa primeira filha, Gislene.
Em uma fazenda nos “Trinta Pau”, nas redondezas da cidade, indo para Presidente Olegário-MG, ficaram por sete meses passando por alguns embaraços, que os fizeram voltar para Patos, sem mesmo olharem para trás:
______Um escorpião acabou picando minha filha, e ela passou a noite inteira repuxando a perna, meu cunhado disse que não era preciso trazer para Patos e eu disse que se ela morresse, a culpa seria dele.
Dias depois:
______ Páa… Caiu um raio lá, bem no poste que ligava o telefone, que tinham acabado de colocar. O rapaz que estava arrumando caiu duro no chão!
Da fazenda foram morar onde hoje é o Pátio Central Shopping, em uma casa emprestada por uma amiga de Brasília-DF ao lado de um açougue.
______Lá ficamos por 5 anos.
Assim depois de muitas mudanças e já com três filhos para criar, a família veio à conquistar sua atual moradia, na Rua Nito de Deus Vieira no bairro Caiçaras. É por aqui estão até hoje e vão ficar com certeza por muitos e muitos anos…
Voltando ao passado, trabalhando como tratorista nesses últimos anos, desde que chegou em Patos de Minas, Valdeci depois da rápida e entusiasmada carreira de ator, e de uma dura situação após a separação dos pais quando muito pequeno, viu a alegria bater na sua porta através do amor de Nanci e do futebol:
______Eu joguei muito futebol lá em Tiros-MG, fazia parte do time Santa Cruz, era o lateral esquerdo.

Nanci que teve uma triste história de vida quando pequena, ao ver a mãe tirar a própria vida, e ver seus cinco irmãos sendo levados um à um, pelas más condições do pai para criá-los, não deixou se abater, e como costureira, passou a costurar os próximos dias que viriam. Imaginando dias melhores ao lado da sua nova companhia, o bandido da camisa preta, a donzela que sempre foi devota à Deus, católica desde de pequena, que cresceu estudando no paiol da fazenda onde morava, jurou dar aos filhos o que ela não teve.
______As escolas eram nos paiolões das fazendas.
O casal viu bem de perto, já que a rua onde moram, fica do lado de baixo, a inauguração e construção aos poucos do Centro Universitário de Patos de Minas – UNIPAM, instituída pelo Governo do Estado de Minas Gerais, antes conhecido como Fundação Educacional de Patos de Minas – FEPAM, em meados de 1968.
______Essa faculdade era só o primeiro prédio aí, não tinha mais nada! (Referindo-se ao bloco M)
Uma das filhas do casal, ainda estudando no colegial, foi trabalhar na instituição e por lá permanece até hoje:
______Vai fazer 30 anos, que minha filha trabalha ali… (Referindo-se ao UNIPAM)
Em Patos de Minas, juntos construíram à cada dia os interlaços resistentes para uma boa e duradora união de amor, além de aumentarem, de alguma forma o crescimento da cidade, mas especificamente no bairro Caiçaras, já que desfizeram da casa grande com um lote cheio de pés de frutas, onde deram lugar à um prédio, o intitulado Condomínio Pérola, que hoje é moradia do casal e das duas filhas mais velhas com a família, além de mim, que aqui vós escreve.
______Minha filha teve a ideia de demolir a casa e fazermos um prédio.
______Ela achou melhor do que construir uma casinha nos fundos, para ela e a filha.
O bairro pequeno, que hoje é vasto de um grande número de prédios e condomínios, também abriga o UNIPAM, fazendo assim que muitos dos alunos da faculdade morem nas proximidades para poderem estudar. A instituição de alguma forma, melhorou e cresceu Patos de Minas, mas algumas coisas pelo visto, nunca vão mudar, como é o caso da violência, da criminalidade e das drogas…
______Essa cidade era pacata, agora que tá esse trem esquisito!
São 52… 53 anos de casados, que o bandido e a donzela do caiçaras relembram à cada dia um dos momentos mais marcantes das vossas vidas, o dia que juntos assistiram ao filme estrelado pelo Valdeci, “Grande Sertão”, no finado, de sessões históricas e engolido pelas chamas, Cine Riviera, que ficava em uma das ruas ainda mais transitadas e famosas da cidade, a Major Gote.
Na única sala, que estava abarrotada de pessoas, via-se bem no centro o casal apaixonado, a donzela costureira com a cabeça deitada ao ombro do boiadeiro bandido, que a cada cena se via ainda mas garantida, que fez a escolha certa ao ver de longe o moço de camisa preta.
______Eu coloquei ele na rédea.
Disse Dona Nanci Pereira de Melo, a eterna donzela da vida, olhando fixamente para Seu Valdeci Pereira da Silva, o eterno bandido do filme, ambos com um olhar emocionado, me contando tudo que aconteceu, desde que esse amor começou e bem antes dele.
 Luiz Henrique Gontijo
Triângulo Notícias

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS