Número de acidentes envolvendo bicicletas cresce em Patos de Minas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em Patos de Minas vários acidentes envolvendo bicicletas foram registrados nos três primeiros meses de 2017.

No último sábado mais um acidente foi registrado em Patos de Minas.
Foto: Reprodução (Patos Hoje)
O Mapa da Violência produzido pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) com base em números do Sistema Único de Saúde (SUS) estima que cento e sete ciclistas perdem a vida no trânsito todos os dias no Brasil 
Em 2015, foram registrados 3,7 mil óbitos, o que corresponde 7% das mortes no trânsito naquele período. Já as internações somaram 53.564 (DETRAN-MG).
A opção pelo meio de transporte é cada vez maior nos grandes centros, muitas vezes sem infraestrutura adequada para ciclistas, principal motivo do crescimento da fatalidade, aliado à falta de campanhas educativas voltadas para motoristas, segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

No triângulo mineiro, observa-se que a bicicleta está sendo cada vez mais usada, mas a mudança cultural e das condições estruturais não ocorre no mesmo ritmo. Acidentes envolvendo ciclistas estão se tornando cada vez mais comuns, uma vez, em vista dos buracos e das falhas viárias. 
Em Patos de Minas, acidentes envolvendo ciclistas estão se tornando cada vez mais comuns. O mais recente aconteceu sábado (18), próximo ao cruzamento da Rua Paraná. O ciclista e a motociclista seguiam em direção ao Bairro São José Operário, quando a motociclista atingiu o ciclista por trás. 
O ciclista não se feriu, mas a motociclista Geni Teodora da Silva Barbosa, que conduzia a Honda/Titan, sofreu escoriações nos braços e pernas e sentia dores nas costas. Uma unidade do SAMU esteve no local e a conduziu até o Hospital Regional. 
Acidentes desse tipo deixam claro que há necessidade de um espaço físico diferenciado, de sinalização e de ações educativas que alertem para o fato de que todos fazem parte do trânsito e devem ser respeitados. Ou teremos um aumento gradativo dos sinistros com bicicletas.
Déborah Santos
20/03/2017

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -