Nova faixa de frequência para 4G será liberada amanhã em São Paulo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai autorizar amanhã (24) o uso da frequência de 700 mega-hertz (MHz) na região metropolitana de São Paulo (SP). A liberação permitirá que as operadoras melhorem o sinal de 4G, na região, uma vez que a faixa possibilita a transmissão da banda larga móvel com maior velocidade.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a Anatel, a transmissão de dados será multiplicada em três vezes, chegando a 45 megabits.

Além de São Paulo, os municípios de Santo André, São Bernardo e São Caetano do Sul também terão a frequência liberada. A medida também permitirá a ampliação da oferta de novas tecnologias, como o VoLTE, que permite fazer ligações na rede móvel de quarta geração.

A faixa de 700 MHz era usada para a transmissão do sinal analógico de TV. Com o desligamento do sinal analógico, ainda é necessário um período para a eliminação de interferências de radiofrequência.

A decisão sobre a liberação da faixa foi tomada no final de maio. Na ocasião, o uso da faixa de frequência de 700 MHz para transmissão do serviço móvel em quatro regiões: São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), e Porto Alegre (RS).

De acordo com a Anatel, a cidade de São Paulo está sendo liberada depois da realização de uma campanha de mitigação preventiva, na qual a população foi informada sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura em média 30 dias, segundo a agência.

No país, 3.803 municípios estão aptos a usar o 4G nessa faixa de frequência, o que totaliza cerca de 68% do total de municípios. Entre as capitais, apenas em Florianópolis (SC), não foi liberado o uso da faixa, por ainda se encontrar em processo de mitigação.

Fonte: Agência Brasil


Clique aqui para ler essa matéria na fonte original


- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -