Necrotérios da capital estão lotados e há registro até de troca de corpos

Nesta sexta-feira (02/04), Belo Horizonte registrou o maior número de mortos da pandemia, 89 em 24 horas.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A rede de saúde da região metropolitana de Belo Horizonte está próxima do colapso. O número de internações e de óbitos cresceu rapidamente em março.

Além da dor da perda, os familiares tem que enfrentar a lotação dos necrotérios o que atrasa os sepultamentos. Em Contagem a prefeitura passou a utilizar o prédio de uma UPA desativada para armazenar os corpos provisoriamente.

No município de Belo Horizonte houve o registro da troca de um corpo. Um idoso de 65 anos foi enterrado no lugar de outra pessoa. A funerária percebeu o erro, avisou a família e fez a exumação.

Nesta sexta-feira (02/04) foram registradas 89 mortes em 24 horas, somente no município de Belo Horizonte. Esse é o maior registro desde o início da pandemia em março de 2020.

Em Minas Gerais, somente nas últimas 24 horas, foram contabilizadas 486 mortes. No acumulado da semana, de segunda a sexta, foram 1.527 vidas perdidas.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.