“Não são armas que matam, são pessoas”, diz Flávio Bolsonaro

Segundo dos filhos a visitar o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no hospital israelita Albert Einstein, em São Paulo, nesta sexta-feira (7), o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL- RJ) afirmou que “não são armas que matam pessoas, são pessoas”.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O filho mais velho de Jair Bolsonaro, o deputado estadual, Flávio Bolsonaro, concede entrevista aos jornalistas.
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Jair Bolsonaro está internado desde esta manhã na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da unidade hospitalar, que, no início da tarde, emitiu boletim médico informando que ele está consciente e em boas condições.

O candidato do PSL foi atacado durante um ato de campanha na tarde de quinta-feira (6) na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, por um meliante de esqurda que portava uma faca. O elemento foi preso e está sendo transferido para um presídio federal.

- Continua depois da publicidade -

Flávio Bolsonaro, que é deputado estadual e candidato ao Senado pelo Rio, declarou:

Esse episódio mostra que não são armas que matam pessoas. Com uma faca, ele quase matou meu pai. Então, quem mata pessoas são pessoas. É por isso que vamos continuar a nossa luta.

Tarciso Morais – Renova Midia – Adaptado da fonte UOL

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -