Não foi fácil, mas CAP estreia com vitória em casa no seu retorno ao seu futebol profissional.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Nos braços da torcida que compareceu em um grande número no estádio Júlio Aguiar, o CAP venceu a Guaxupé por 1 x0, com gol de Pedro cobrando pênalti sofrido por Ademir aos cinco minutos e meio do primeiro tempo. A vitória marcou com chave de ouro seu retorno a competições da Federação Mineira.

O placar poderia ter sido maior, mas o CAP esbarrou numa arbitragem confusa que deixou de marcar um pênalti claro sobre o meia Dedê e num gramado com condições precárias para a prática do futebol.

- Continua depois da publicidade -

O jogo.
O time de Luiz Eduardo começou como um rolo compressor. Tomoua a iniciativa, marcando o adversário em seu campo, dando a imprenssão de que o gol seria questão de minutos; e realmente foi. Aos quatro minutos, Dedê o craque do jogo eleito pela equipe Polivalente da Difusora, num belo passe, acionou Ademir que invadiu a grande área,e foi derrubado pelo zagueiro Luiz Paulo. Pênalti, que Pedro cobrou com perfeição aos 05:30minutos.

Com o placar aberto a expectativa era de que uma nova goleada a exemplo do que aconteceu nos jogos amistosos, começava a ser desenhada.

Mas não foi o que aconteceu. Mesmo sofrendo o gol,o time adversário não mudou seu esquema de jogo, fechado e procurando uma bola no jogo, quase a encontrou . Aos 30 minutos, o goleiro Cristiano, que pouco havia trabalho, fez uma grande defesa. Caíco cobrou falta com perfeição canto esquerdo, alto, para uma grande defesa do goleiro grená.

Mas antes disso, veio um lance que se não definiu o resultado, foi determinante no placar. Dedê invadiu a grande área pela esquerda, quando preparava para o arremate, foi derrubado na frente do árbitro, Felipe Fernandes Lima(CBF), que nada marcou. Inconformado, o camisa dez reclamou muito e levou cartão amarelo.

O time caiu o rendimento e viu o adversário crescer no jogo. Mas sem ameaçar o goleiro Cristiano.
Veio o segundo e com ele a expectativa de um rendimento e um futebol melhores.
Lutando muito em campo,o time tinha dificuldades para chegar.

Iran não estava bem, Ademir também não, e Pedro meio isolado.
Aso 17 minutos, Bruno Moreno, cobrou falta e obrigou o goleiro Bujato da Guaxupé a trabalhar forte.

O time começa a se encaixar novamente, e criando chances que paravam no goleiro adversário que trabalhou muito.

As principais delas, com Dedê. Aos 20 minutos ele deu um drible desconcertante em seu marcador com a perna esquerda e finalizou com a direita a bola bateu no travessão e não entrou.

Oito minutos depois ele recebeu livre e da marca do pênalti e bateu para fora.
Insatisfeito com a situação Luiz Eduardo promoveu algumas alteração, tirando Iran e Ademir, colocando Leozinho e Bicudo, mas o time não mudo muito.

Marcelo Albino técnico da Guaxupé, sentindo que a sorte estava do seu lado e que poderia buscar algo melhor também mexeu, e seu time cresceu. Mas o CAP continuava chegando e com Dedê, aos 48 ele finalizou forte, no meio do gol, para grande defesa do goleiro adversário. Ainda no apagar das luzes o Guaxupé chegou com perigo, mas sem forças para buscar o empate.

Por chances criadas e equipe mais qualificada fato reconhecido pelo técnico adversário ,o placar poderia ter sido uma nova goleada, mas o time também correu risco de sofrer o gol de empate.

Ao final,o torcedor aprovou e o time fez o dever de casa, placar apertado mas que valeu três pontos.

Sábado o time enfrenta o Jacutinga em Jacutinga às 15h30.

A ficha:
Jogo: CAP 1 x 0 Guaxupé;
Motivo: 1ª rodada Campeonato Mineiro da terceira divisão.
Local: Estádio Júlio Aguiar

CAP: Cristiano, Felipinho,Bruno Costa, André Alves e Cleuber; Hulk,Bruno Moreno, Iran(Leozinho) e Dedê; Ademir(Bicudo) e Pedro. Técnico : Luiz Eduardo.

Guaxupé: Bujato, Bahia(Luquinha) Luiz Paulo, Jonathan e Douglas(Ronam); Caico, Adrisson, Júlio e Marquinho; Rayati e Samuel(Baiano). Téc: Marcelo Albino.

Árbitro: Felipe Fernandes Lima.(CBF)
Auxiliares: Pedro Araújo Dias Cota e Júnior Antônio Silva.

Público Pagante: 658.
Renda: R$14.705.

Gols: Pedro(CAP) cinco minuitos e meio do pimeiro tempo.

Cartões Amarelos: Dedê (CAP); Caico e Luiz Paulo(Guaxupé).

O post Não foi fácil, mas CAP estreia com vitória em casa no seu retorno ao seu futebol profissional. apareceu primeiro em Rádio Difusora FM 95.3.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: Rádio Difusora

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -