Mulher que era agredida, abusada, ameaçada e mantida em cárcere é resgatada em Patos de Minas

Um suspeito de 39 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Lélis Félix (Patos Notícias)

Uma jovem de 19 anos foi resgatada de uma residência onde era mantida em cárcere privado no bairro Jardim Panorâmico em Patos de Minas. De acordo com a Polícia Militar, nesta sexta-feira (14), denúncias informaram que a vítima era constantemente agredida.

Os militares se deslocaram até o endereço e fizeram contato com o suspeito, um homem de 39 anos. Os PMs pediram para conversar com a companheira e o homem disse que ela estava no banho. Depois de 20 minutos, ela apareceu na janela da sala e apresentou, segundo a ocorrência, sinais de estar dopada. Perguntada se estava tudo bem, ela disse que sim, porém cruzou os braços pedindo socorro.

- Continua depois da publicidade -

Os PMs tentaram entrar na residência, porém o suspeito não deu acesso. Foi solicitado reforço e o portão da garagem arrombado. O suspeito recebeu voz de prisão, foi algemado e colocado na viatura. Segundo a PM, o homem teria danificado o cofre do veículo e poderá responder também por dano ao patrimônio público.

A mulher apresentava hematomas e disse que morava com o homem a cinco meses e que ele só a permitia sair em sua companhia. Também a obrigada a consumir medicamento controlado e cocaína.

A vítima ainda informou que o indivíduo a ameaçava de morte com uma pistola, a golpeava com coronhadas, e se apresentava como membro do PCC (Primeiro Comando da Capital). Além de ser mantida na residência, a mulher narrou abusos sexuais e que era obrigada a manter relações com amigos do suspeito, que também a agrediam.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a vítima foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ela apresentava sintomas de gravidez e foi submetida a um exame.

Foto: Divulgação (Polícia Militar)

Durante buscas na residência os militares apreenderam dois simulacros (armas falsas) e uma porção de cocaína. Já o suspeito do crime foi ouvido pelo delegado de Polícia Civil e permanecerá a disposição da Justiça. Assista a entrevista com o Tenente Rabelo da Polícia Militar:

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -