Em MG: Mulher mantida presa em casa comia fezes e dividia alimento com cão

O suspeito, de 61 anos, foi apresentado pela PC na manhã desta segunda-feira (21); a vítima é autista e era trancada em um cômodo durante a noite.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Mulher foi gravada em garagem que fica ao lado da casa onde o pai e a madrasta vivem.
Foto: Mariela Guimarães

A Polícia Civil (PC) apresentou na manhã desta segunda-feira (21) um homem de 61 anos suspeito de manter a filha, de 39 anos, em cárcere privado em uma casa no bairro Goiânia, região Nordeste de Belo Horizonte. A mulher, que é autista, durante o dia vivia em um lote com um cachorro e a noite era trancada em um quarto.

Os maus-tratos começaram depois que o caminhoneiro foi morar com uma mulher. O isolamento aconteceu para evitar que a vítima desse trabalho ao casal. Confira o vídeo divulgado pela corporação que mostra o local onde a vítima era mantida presa:

“A vítima tinha as calças rasgadas na parte de trás para que fizesse suas necessidades fisiológicas. A comida era dada em um porte de sorvete e, às vezes, pães eram jogados pela janela”, explicou o delegado Rodolfo Rabelo.

A mulher do suspeito, de 47 anos, também foi presa. Os dois responderão por sequestro e cárcere privado.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles. Ao comentar você aceita nossos Termos de Uso e nossa Política de Privacidade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.