Mulher é esfaqueada após recusar programa sexual em Lagamar

A vítima conseguiu fugir da casa do suspeito, caiu na rua e pediu socorro.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Militar registrou uma tentativa de homicídio na madrugada desta quarta-feira (23/09) na Rua Lindolfo Alves no Bairro Brasil na cidade de Lagamar, no Noroeste de Minas Gerais. A vítima de 33 anos foi convidada para ir a casa do suspeito, de 51 anos. No local, a mulher teria recusado um programa sexual, momento que o homem pegou uma faca e teria esfaqueado ela. A vítima foi socorrida com vida até o Hospital Regional Antônio Dias em Patos de Minas.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima relatou que foi chamada para ir a casa do suspeito e que lá teria proposto fazer um programa sexual com ele. Devido a recusa da vítima, ele então teria dito que ela não iria sair viva da casa. Ele então pegou uma faca e deferiu quatro golpes na vítima.

- Continua depois da publicidade -

A mulher então saiu do local e tentou ir para casa, mas devido aos ferimentos, ela caiu no caminho e começou a pedir socorro. Uma testemunha acionou a ambulância e a Polícia Militar, que socorreram a mulher até o pronto-socorro municipal e depois para o hospital em Patos de Minas.

Os militares foram até a casa do suspeito, onde ele negou a autoria dos fatos. Durante buscas na casa, os policiais encontraram uma camisa toda ensanguentada, uma faca que havia sido lavada, mas estava com resquícios de sangue e marcas de sangue na porta da residência.

Diante do flagrante, o suspeito foi preso por tentativa de feminicídio e levado para a Delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas, juntamente com a faca apreendida que vai passar por perícia. A vítima foi socorrida consciente e o estado de saúde da vítima é estável.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -