MPMG denuncia Jorge Marra e outras duas pessoas pelo assassinato de Cássio Remis

Jorge é é acusado de homicídio qualificado por motivo torpe e mediante dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou Jorge Moreira Marra, ex-secretário de Obras de Patrocínio, no Alto Paranaíba, pelo assassinato, ocorrido em 24 de setembro deste ano, do pré-candidato a vereador do município, Cássio Remis. Na denúncia formulada pelos promotores de Justiça da comarca de Patrocínio, o ex-secretário, na época chefe da pasta, é acusado de homicídio qualificado por motivo torpe e mediante dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima (art. 121, § 2º, incisos I e IV, do Código Penal)

A denúncia criminal ainda imputou ao ex-secretário o delito de porte ilegal de arma de fogo e munições (art. 14 da Lei nº. 10.826/2003). Ainda foram denunciados pelo MPMG outras duas pessoas pelo crime de favorecimento pessoal (art. 348 do Código Penal). Os promotores de Justiça também solicitaram a suspensão do segredo de Justiça, tendo em vista a repercussão internacional do fato e o direito constitucional à informação.

- Continua depois da publicidade -

A denúncia foi protocolizada perante a Vara Criminal da Comarca de Patrocínio, na tarde de hoje, 13/10/2020, dentro do prazo legal, e segue o rito especial para o processo e julgamento dos crimes dolosos contra a vida, conforme previsão contida no Código de Processo Penal.

Relembre o caso:

– Pré-candidato a vereador é assassinado em Patrocínio;

– Ex-prefeito de Perdizes nega que tenha dado fuga à Jorge Marra;

– Arma do crime e caminhonete que estava irmão de prefeito de Patrocínio são encontradas em Perdizes;

– Justiça decreta prisão preventiva de Jorge Marra;

– Jorge Marra se entrega na delegacia regional de Patrocínio;

– TJMG nega habeas corpus a Jorge Marra;

– Jorge Marra é indiciado por homicídio, roubo e porte ilegal de arma de fogo;

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -