Motorista fica ferido após tombar caminhão na “Curva da Catiara” da BR-146 em Serra do Salitre

Os policiais encontraram um revólver nos objetos do motorista.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um motorista de 31 anos ficou ferido após tombar o caminhão na Curva da Catiara, situada no quilometro 57 da BR-146, no município de Serra do Salitre. O local é conhecido pelo alto índice de acidentes graves. Dentro da mochila do caminhoneiro, os policiais apreenderam uma arma de fogo.

Segundo informações da Polícia Militar Rodoviária, durante a Operação “Caminhos de Minas” a PMR foi informada que na BR 146, no local conhecido como “Descida da Catiara”, município de Serra do Salitre, havia ocorrido um acidente de trânsito com vítima.

No local foi constatado o fato, tratando-se de um caminhão de Guarulhos/SP, o qual encontrava-se tombado à esquerda e interditando duas faixas das três existentes.

A vítima, um motorista de 31 anos, de Guarulhos/SP, estava sendo socorrida pela ambulância do Pronto-Socorro de Serra do Salitre quando os militares chegaram no local, sendo ela rapidamente levada para atendimento. Já a viatura permaneceu realizando a sinalização da via.

No Pronto-Socorro foi localizada uma arma de fogo na mochila do acidentado, sendo ela apreendida. A vítima foi encaminhada para tratamento médico em Patos de Minas com diversas lesões pelo corpo.

A carga, garrafas de cachaça vazias, ficaram espalhadas pela via e centenas se quebraram. Uma retroescavadeira que fazia a limpeza da via teve dois pneus furados pelos cacos de vidro e a atividade ficou suspensa na madrugada.

Após o amanhecer uma equipe do DNIT compareceu ao local e completou a limpeza da via. Foi feito também o destombamento do caminhão e em seguida a remoção para o pátio de guincho credenciado.

A pista ficou parcialmente interditada desde às 22h do dia (25/02) até às 11h30min do dia (26/02), sendo que neste período a equipe da Polícia Militar Rodoviária manteve o sistema de Pare/Siga.

Essa equipe da PMR, composta por quatro policiais, trabalhou na Operação Caminhos de Minas e posteriormente no Pare/Siga totalizando ao todo 23 horas de serviço ininterrupto para garantir a fluidez do trânsito e evitar novos acidentes no local, este que é considerado pelos policiais o trecho de rodovia mais perigoso da região.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.