Moro fala em “showzinho” e sugere interferir na imprensa, aponta o The Intercept

O ex-juiz, segundo o site, teria pedido ao Ministério Público para emitir nota para esclarecer à imprensa contradições do depoimento de Lula.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Montagem (Marcelo Camargo e Reprodução)

O site The Intercept Brasil divulgou ontem, sexta-feira (14/06), novas mensagens atribuídas à Sérgio Moro, a procuradores da Lava Jato e à assessores de imprensa. 

Segundo a publicação, Moro teria dito, após o primeiro depoimento de Lula no caso do Triplex do Guarujá, que a defesa do ex-presidente fez um “showzinho”.

- Continua depois da publicidade -

Além disso, conforme apontou o The Intercept, Moro teria sugerido ao Ministério Público para soltar uma nota falando das contradições do depoimento como forma de fomentar o debate na imprensa. O pedido foi discutido com assessores que orientaram a não publicação, já que, segundo eles, não é comum comentar o teor de audiências. 

Moro e os procuradores também citam o Jornal Nacional e a Globo News e chegam a afirmar que a imprensa não estaria explorando os “detalhes” do depoimento. 

Confira a seguir os principais trechos publicados pelo The Intercept Brasil:

Santos Lima (Ex-Procurador da República) – 22:10 – Achei que ficou muito bom. Ele começou polarizando conosco, o que me deixou tranquilo. Ele cometeu muitas pequenas contradições e deixou de responder muita coisa, o que não é bem compreendido pela população. Você ter começado com o Triplex desmontou um pouco ele.
Moro – 22:11 – A comunicação é complicada pois a imprensa não é muito atenta a detalhes
Moro – 22:11 – E alguns esperam algo conclusivo


Moro – 22:12 – Talvez vcs devessem amanhã editar uma nota esclarecendo as contradições do depoimento com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele
Moro – 22:13 – Por que a Defesa já fez o showzinho dela.
Santos Lima – 22:13 – Podemos fazer. Vou conversar com o pessoal.
Santos Lima – 22:16 – Não estarei aqui amanhã. Mas o mais importante foi frustrar a ideia de que ele conseguiria transformar tudo em uma perseguição sua.


Santos Lima – 22:26:23 – Será que não dá para arranjar uma entrevista com alguém da Globo em Recife amanhã sobre a audiência de hoje?
Assessor 1 – 22:28:19 – Possível é, só não sei se vale a pena. E todos os jornalistas que estão aqui e já pediram entrevista?
Assessor 2 – 22:28:32 – Mas dr., qual o motivo?
Assessor 2 – 22:29:13 – Qual a necessidade, na realidade..
Santos Lima – 22:30:50 – Uma demanda apenas. Como está a repercussão da coletiva dos advogados?
Assessor 2 – 22:30:58 – Rito normal do processo…vcs nunca deram entrevista sobre audiência…vai servir pra defesa bater…mais uma vez…


Deltan – 22:46:46 – Então temos que avaliar os seguintes pontos: 1) trazer conforto para o juízo e assumir o protagonismo para deixá-lo mais protegido e tirar ele um pouco do foco; 2) contrabalancear o show da defesa.
Deltan – 22:47:19 – Esses seriam porquês para avaliarmos, pq ng tem certeza.
Deltan – 22:47:50 – O “o quê” seria: apontar as contradições do depoimento.
Deltan – 22:49:18 – E o formato, concordo, teria que ser uma nota, para proteger e diminuir riscos. O JN (Jornal Nacional) vai explorar isso amanhã ainda. Se for para fazer, teríamos que trabalhar intensamente nisso durante o dia para soltar até lá por 16h


Deltan – 23:05:51 – Caros, mantenham avaliando a repercussão de hora em hora, sempre que possível, em especial verificando se está sendo positiva ou negativa e se a mídia está explorando as contradições e evasivas. As razões para eventual manifestação são: a) contrabalancear as manifestações da defesa. Vejo com normalidade fazer isso. Nos outros casos não houve isso. b) tirar um pouco o foco do juiz que foi capa das revistas de modo inadequado.


Assessor 2 – 23:15:30 – Quem bate vai seguir batendo. Quem não bate vai perceber a mudanca de posicionamento e questionar. É uma parte do processo. Na minha visão é emitir opinião sobre o caso sem ele ter conclusão…e abrir brecha pra dizer que tão querendo influenciar juiz. Papel deles vai ser levar pro campo político. Imprensa sabe disso. E já sabe que vcs não falam de audiências geralmente. Mudar a postura vai levantar a bola pra outros questionamentos. Pq resolveram falar agora? Pq era o ex-presidente? E voltar o discurso de perseguição…é o que a defesa fez, faz…pq não tem como rebater a acusação. Acusação utilizar da mesma estratégia pode ser um tiro no pé.


Deltan – 23:02:20 – Caro parabéns por ter mantido controle da audiência de modo sereno e respeitoso. Estamos avaliando eventual manifestação. A GN (Globo News) acabou de mostrar uma série de contradições e evasivas. Vamos acompanhar.
Moro – 23:16:49 – Blz. Tb tenho minhas dúvidas dá pertinência de manifestação, mas eh de se pensar pelas sulilezas envolvidas


Deltan – 22:16:26 – Informo ainda que avaliamos desde ontem, ao longo de todo o dia, e entendemos, de modo unânime e com a ascom, que a imprensa estava cobrindo bem contradições e que nos manifestarmos sobre elas poderia ser pior. Passamos algumas relevantes para jornalistas. Decidimos fazer nota só sobre informação falsa, informando que nos manifestaremos sobre outras contradições nas alegações finais.

Os diálogos foram extraídos do aplicativo Telegram e segundo o site repassados por uma fonte anônima. Moro foi procurado pela reportagem e a manifestação veio através de nota:

O Ministro da Justiça e Segurança Pública não comentará supostas mensagens de autoridades públicas colhidas por meio de invasão criminosa de hackers e que podem ter sido adulteradas e editadas, especialmente sem análise prévia de autoridade independente que possa certificar a sua integridade. No caso em questão, as supostas mensagens nem sequer foram enviadas previamente.

Após ser criticado por outros jornalistas o The Intercept Brasil publicou a íntegra dos diálogos. Elas estão no final da publicação, clique e acesse

Pedido de Afastamento

O UOL (Universo Online) publicou ontem (14) uma matéria onde afirma que quatro advogados entraram com uma ação para afastar Sérgio Moro do Ministério da Justiça. 

Segundo a publicação, a ação foi protocolada na Justiça Federal de São Paulo e pede o afastamento “por violação objetiva ao princípio da moralidade pública”. 

O portal entrou em contato com Sérgio Moro, mas até o momento ele não se manifestou sobre o pedido dos advogados. 

Bolsonaro defende Moro

Na quinta-feira (13/06) o presidente da república, Jair Bolsonaro, declarou que “o que ele fez não tem preço” e completou:

Ele faz parte da história do Brasil. Vazou [a conversa]? Se vazar meu aqui, tem muita brincadeira que faço com colegas que vão me chamar de novo de tudo aquilo que me chamavam durante a campanha. Houve uma invasão criminosa, se é que o que está sendo vazado é verdadeiro ou não.

Questionado se acha normal um juiz conversar com procuradores, Bolsonaro respondeu:

Normal é conversa com doleiro, com bandidos, com corruptos, isso é normal? Nós temos nos unidos do lado de cá. Ninguém forjou provas nessa questão da condenação do [ex-presidente] Lula

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -