Moradores do Bairro Jardim Andradas reclamam de obras na Avenida JK para atender hipermercado

Os moradores afirmam que há anos pedem um retorno para a Rua Geraldo Queiroz e por poucos metros não serão atendidos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Avenida Juscelino Kubistchek, mais conhecida como Avenida JK, em Patos de Minas passa por reformas para melhorar o trânsito de veículos para ter acesso a um hipermercado que será inaugurado na cidade. Porém, os moradores da região reclamam que as obras atendem somente ao empreendimento e não aos moradores do Bairro Jardim Andradas.

Segundo a nota da Prefeitura de Patos de Minas, o processo de aprovação do projeto foi baseado na Lei Complementar 320, que obriga empreendimentos de grande porte a fazerem o Estudo de Impacto à Vizinhança e o Estudo de Polo Gerador de Tráfego. Os custos da obra são de inteira responsabilidade da Rede Bahamas.

Foram envolvidas as secretarias de Planejamento e de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana. A intenção da obra na Avenida JK é minimizar o impacto ocasionado pelo empreendimento, por isso foi projetado da forma como está sendo executado.

A nota não fala nada sobre o acesso na Rua Geraldo Queiroz, que há anos tem sido uma reivindicação de moradores do Bairro Jardim Andradas. Com a modificação, os moradores que descem pela Avenida JK têm que realizar um retorno maior para ter acesso ao bairro, coisa que poderia ter sido amenizada se o planejamento da obra fosse feito a poucos metros atrás.

Questionada sobre a situação, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Patos de Minas respondeu que conforme prevê a LC, o estudo técnico é realizado visando minimizar os impactos causados no trânsito diretamente pela entrada em funcionamento do empreendimento. Por isso foram analisados os principais conflitos na região do hipermercado, como o aumento no número de veículos retornando na Avenida JK e trafegando na confluência das avenidas JK. e Fátima Porto.

A Settram, contudo, não exclui a possibilidade de buscar uma forma de atender à demanda dos moradores do Jardim Andradas tão logo seja possível. É importante que a comunidade, por exemplo, direcione essa necessidade no Orçamento Participativo.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS