Morador de Alagoas afirma que falta d'água foi resolvida com a chegada da COPASA

Ele disse que alguns moradores reclamam do gosto de cloro na água.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Laércio José de Sousa - Morador do Distrito de Alagoas
Laércio José de Sousa – Morador do Distrito de Alagoas
Foto: Reprodução

Patos de Minas – Na segunda oitiva desta quarta-feira (8), a CPI da COPASA ouviu Laércio José de Sousa, líder comunitário do Distrito de Alagoas e residente desde 1970. Ele afirmou que a água é captada de um poço artesiano e na sequência é adicionado cloro. A população reclama do gosto provocado pelo teor da substância. A estação de tratamento é cercada o que impede a entrada de pessoas e de animais.

Laércio José informou que não existe nem coleta e nem tratamento de esgoto. A população descarta o esgoto em fossas sépticas.

A população do Distrito de Alagoas paga apenas pelo tratamento de água. O depoente também disse que ocasionalmente os moradores são surpreendidos por uma alta abrupta na conta por vazamentos na rede interna das residências.

Laércio José lembrou que antes da COPASA a água era fornecida pela prefeitura. Naquela época quando ocorria algum problema na bomba demorava dias para o restabelecimento do abastecimento, já que era necessário até licitação para comprar peças. Com a chegada da COPASA, segundo o morador, as faltas de água são raras e quando acontece a solução é rápida.

Leia também:

‘A COPASA não perdoa ninguém’ diz morador de Pindaíbas ao denunciar poluição

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.