Mais de 91% dos indígenas já foram vacinados contra a COVID-19 em MG

Ao todo, 6.871 pessoas com mais de 18 anos que vivem aldeadas no estado receberam as duas doses dos imunizantes.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Pedro Gontijo / Imprensa MG

Mais de 91% da população indígena com mais de 18 anos que vive em Minas Gerais já foi imunizada com as duas doses da vacina contra a covid-19. Ao todo, 6.871 indígenas de 85 comunidades, espalhadas em 19 municípios mineiros, tomaram as duas doses do imunizante. Os dados, apurados nesta segunda-feira (17/5), constam no painel do Vacinômetro, da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). O percentual de imunização deste público com a primeira dose chegou a 97,19%.

A vacinação deste público, priorizado na primeira fase do Plano Nacional de Imunização (PNI) do governo federal, começou no dia 20 de janeiro e contou com a atuação de mais de 400 profissionais de Saúde indígena em Minas Gerais. A coordenadora estadual do Programa de imunizações da SES-MG, Josianne Dias Gusmão, destacou a importância da vacinação desta população devido à alta vulnerabilidade.

“Estes grupos apresentam riscos a doenças respiratórias graves, com mais chances de agravamento da doença, até mesmo por viverem aldeados, bem próximos. A vacinação é muito importante para protegê-los de surtos de casos nas comunidades, diminuindo o risco de complicações, casos e óbitos”, afirma Josianne.

Ainda segundo a coordenadora, o percentual mínimo de cobertura vacinal estabelecido pelo PNI é de 90%, mas ela ressalta a importância de toda a população indígena receber a segunda dose dos imunizantes.

Territórios

As terras indígenas homologadas estão espalhadas por 19 municípios mineiros: Açucena, Araçuaí, Bertópolis, Caldas, Campanário, Carmésia, Coronel Murta, Guanhães, Itacarambi, Itapecerica, Ladainha, Martinho Campos, Pompéu, Presidente Olegário, Resplendor, Santa Helena de Minas, São João das Missões, São Joaquim de Bicas e Teófilo Otoni.

A vacinação contra covid-19 nas aldeias em Minas Gerais começou em 20 de janeiro deste ano, com a população da aldeia Brejo Mata Fome, que vive em São João das Missões, região Norte. O cacique Domingos Xakriabá foi o primeiro indígena a ser vacinado no estado.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.