Mais 15 instituições de ensino federais terão aulas remotas na pandemia

Das 42 redes de ensino, 13 já haviam aderido à modalidade on-line
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Até o final do mês, mais 15 instituições de ensino técnico componentes da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica irão aderir ao ensino remoto durante a pandemia. A medida ocorre em virtude do distanciamento social imposto como medida de segurança à Covid-19.

Das 42 instituições que oferecem esse tipo de curso, 13 já estavam funcionando com ensino a distância, como mostra o portal de monitoramento dessas instituições. Foram destinados aproximadamente R$ 20 milhões pelo Ministério da Educação (MEC) para apoiar a estruturação dessas atividades não presenciais.

Segundo o MEC, o montante está em fase de descentralização e atenderá demandas como aquisição de equipamentos para conectividade e ações a distância, expansão de atividades em educação a distância, inclusão digital.

Já a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC informou que o acesso dos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica às aulas é prioridade. A pasta diz que vai viabilizar internet de qualidade para 173 mil estudantes de renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa.

O órgão também informa que vai destinar para esse mesmo público equipamentos de informática usados, em bom estado e com configuração compatível às atividades de aprendizagem. Inicialmente serão atendidos 1.000 estudantes de cinco institutos federais, com desktop e monitores.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS