Maioria dos patenses avaliam governo de José Eustáquio como regular, aponta pesquisa

Instituto QUAEST ouviu 500 pessoas entre 27 e 29 de outubro.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
José Eustáquio (DEM)
Foto: Lélis Félix (Triângulo Notícias)

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto QUAEST, neste sábado (31/10), apontou que a maioria da população patense (45%) avaliam o governo de José Eustáquio (DEM), como regular. 30% disseram que a administração foi positiva e 22% a conceituaram como negativa. 2% dos 500 entrevistados não souberam ou não responderam.

A pesquisa também questionou os entrevistados a respeito da evolução de Patos de Minas. Para 52% dos ouvidos, o município está parado. 32% acreditam que “está melhorando” e para 14% “está piorando”. 2% dos questionados, não souberam ou não responderam.

Para 39% dos entrevistados, Patos de Minas está na direção certa e 50% acham que está na direção errada. 11% não responderam ou não souberam.

A margem de erro da pesquisa é de 4,4% para mais e para menos. O nível de confiança é de 95%. As entrevistas foram feitas de forma presencial entre 27 e 29 de outubro.

Leia também:

Divulgada a 2ª pesquisa de intenção de voto para prefeito em Patos de Minas

Sites de notícias são a principal fonte de informação sobre política dos patenses, aponta pesquisa

Saúde é o principal problema de Patos de Minas, segundo pesquisa

 

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Para denunciar um comentário ofensivo clique na bandeira vermelha.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.