Jovem é morto durante abordagem; PM alega resistência

Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. PM que efetuou os disparos foi preso na sede 10ª RPM.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um lutador de artes marciais que teria reagido a prisão foi baleado e morreu após dar entrada no Hospital Regional Antônio Dias em Patos de Minas (HRAD). O fato aconteceu na madrugada desta terça-feira (16/11) na Rua Fausto Fernandes Mundim, no Bairro Alto da Serra.

Segundo informações do boletim de ocorrência, durante patrulhamento pelo bairro, os policiais visualizaram o Sergio dos Reis Gaya Júnior de 20 anos empurrando uma motocicleta e caindo por duas vezes. Os militares deram inicio a abordagem, momento que o suspeito jogou a moto no asfalto, tirou a camisa e partiu para cima dos policiais. Ele ainda passou a desacatar os policiais com diversos xingamentos e ameaças, dizendo ser lutador de jiu-jitsu e capoeira.

Ainda durante a tentativa de abordagem, diversas pessoas, que estavam dentro da residência do suspeito, saíram da casa. Dois adolescentes também passaram a desacatar os dois policiais e ameaçá-los. Em menor número, a dupla de policiais pediu reforço pelo rádio, momento que os suspeitos entraram dentro da residência e fecharam o portão.

Após a chegada do reforço, os militares passaram a tentar acalmar os agressores. Por diversas vezes, os policiais pediram para que os suspeitos abrissem o portão e cooperassem com a Polícia Militar. Os suspeitos negaram abrir o portão e continuaram a ameaçar os militares.

Sem cooperação dos suspeitos, os militares arrombaram o portão da residência, momento que Sérgio e o adolescente tentaram fugir, pulando o muro para a casa vizinha. Os militares cercaram a casa e apreenderam o adolescente, que ainda tentou resistir a abordagem e agredir os policiais.

Sergio conseguiu fugir, pulando o muro novamente e retornando para própria casa. Ao ser cercado pelos policiais, o suspeito se demonstrava bastante transtornado e se recusou a obedecer as ordens da Polícia Militar, se colocando em posição de luta.

Os militares jogaram spray de pimenta no rosto do suspeito, porém ele não foi suficiente para Sergio se render. Cercado pelos militares, ele ainda tentou reagir novamente, momento que os policiais usaram uma pistola de impulsos elétricos. A mãe do suspeito ainda tentou intervir, se colocando na frente dos militares. Porém, mesmo atingido no peito pelo choque, Sergio arrebentou os fios do equipamento.

Os policiais tentaram afastar a mãe de Sergio, momento que ele partiu para cima e deu uma “voadora” num policial militar, que atirou. O projétil atingiu o peito do homem.

Sérgio foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar e levado para o Hospital Regional Antônio Dias, onde deu entrada no bloco cirúrgico. Sergio não resistiu aos ferimentos e morreu.

Os dois adolescentes que também teriam reagido a prisão foram apreendidos. Um deles recebeu atendimento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). Ambos foram levados para a delegacia de Polícia Civil. Eles vão responder pelos atos infracionais de desacato, desobediência, resistência e invasão de domicílio.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, em maio deste ano, Sérgio teria resistido a outra abordagem policial semelhante, inclusive lesionado um policial militar nesta ocorrência.

O policial militar que efetuou o disparo foi preso em flagrante, sendo conduzido a sede da 10ª Região da Polícia Militar.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.