Logan: morte na família

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Logan é sobre família e como esses relacionamentos tão frágeis são essenciais à condição humana.

Logan finalmente entrega uma obra com a qual os fãs sonham há anos.
Imagem: divulgação
Dezessete anos de preparação: X-Men é uma franquia de sucesso que rende lucros em múltiplas plataformas. De HQ’s a séries animadas, o grupo de mutantes da Marvel sempre foi sinônimo de sucesso.
No início do milênio, o gênero super-heróis era desacreditado em Hollywood. Com um orçamento mínimo, Bryan Singer mudou este cenário provando que, no coração do público, o gênero fantasioso ainda possuía espaço cativo.

Dezessete anos depois, o avanço da tecnologia possibilita um espetáculo visual incomparável. Hoje é possível transformar as imagens apresentadas na grande tela criveis e espetaculares, mesmo quando diz respeito a pessoas voando ou manipulando raios.

Mas, isso não é sempre um sinônimo de qualidade quando se trata das obras como um todo. Olhando especificamente para trilogia que leva o nome Wolverine, é muito falado entre os fãs que as tramas apresentadas nos últimos anos não fazem jus à origem do personagem. Wolverine Origens e Wolverine Imortal apresentam um protagonista desperdiçado em roteiros repletos de incoerências e com vilões esquecíveis.

Logan, na despedida de Hugh Jackman do papel, finalmente entrega uma obra com o qual os fãs sonham há anos.

Deixe as crianças em casa: Talvez uma das decisões mais acertadas para garantir a qualidade do longa tenha sido o foco no público mais “velho”. Com classificação no Brasil não recomendada para menores de 16 anos, a trama é recheada de cenas violentas. Mas, o que realmente impressiona é a carga dramática, nos apresentando um herói cansado, decadente, em um mundo melancólico.

Mas não é um filme sobre a aposentaria do Wolverine que os fãs tanto esperavam. Aqueles que cresceram acompanhando o time da mansão X em séries animadas desejavam encontrar, nos cinemas, o anti-herói que sempre protege seus amigos, mas que não usa métodos nobres para tratar seus inimigos. Isso nos foi apresentado no último mês, como prometido. Porém, Logan surpreende ao ser mais do que apenas um conto sobre o herói solitário. Logan é sobre família e como esses relacionamentos tão frágeis são essenciais à condição humana.

O avó, o pai e a filha: A trama pode ser resumida em uma busca por um lar. Xavier, interpretado por Patrick Stewart, que também se despede da franquia, é um retrato das dificuldades comuns ao fim da vida. Sua postura paternal tão presente em todos os filmes agora se inverte. O professor está completamente vulnerável, passando por momentos em que Logan, na figura do filho, precisa carregá-lo e conduzi-lo com paciência e cuidado.

Já o protagonista passa por momentos de completa indiferença ao sofrimento alheio, traçando uma jornada na qual ele precisar relembrar o propósito que já foi sua motivação. Xavier também atua aqui como uma consciência. “Logan, você ainda tem tempo”, a frase destaque no trailer promocional dita pelo professor é uma interessante abordagem. Depois de anos de sofrimento, Logan ainda possui tempo para redescobrir a vontade de lutar por algo maior que si mesmo.

Por fim, a nova geração se destaca na figura da garotinha Laura. Com um temperamento bestial, ela é uma mudança promissora para a franquia e uma personagem digna de continuar o legado de um herói tão popular e querido. Sua relação com Xavier e Logan é de aprendizado, emocional e profundamente tocante. Destaque para sua cena final que, sem dúvidas, leva lágrimas até o mais desinteressado espectador.

Este é um filme sobre os mais profundos medos humanos. A degradação, a solidão e a morte são o subtexto principal. Mas também podemos notar amor, lealdade e esperança com o desenvolvimento dos personagens. Esse foi um adeus digno para os atores que aqui se despedem. Resta esperar que a nova geração aprenda com os erros dos filmes antigos e busque reproduzir os acertos aqui apresentados.

Ana Marques
Triângulo Notícias
31/03/2017

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -