Líder de direita em Patos de Minas diz que continua apoiando Bolsonaro

Wellington de Sousa reconheceu que Bolsonaro perdeu alguns seguidores após ruptura com Sergio Moro.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Entrevista Wellington de Sousa
Foto: Reprodução (Triângulo Notícias)

A ruptura de Sergio Moro com Bolsonaro foi o assunto da semana. As acusações de Moro repercutiram e geraram perplexidade pelo menos até as 17h de sexta-feira (24). Neste horário, Jair Bolsonaro fez um pronunciamento e disse que não houve intensão de interferir nas investigações da Polícia Federal e ainda revelou que Moro teria condicionado sua permanência no governo com uma indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda na sexta-feira (24), o Jornal Nacional da Tv Globo teve acesso a capturas de telas de conversas entre Moro, Bolsonaro e a deputada federal Carla Zambelli. Em um dos trechos, Bolsonaro parece preocupado com uma suposta investigação que teria como alvo 10 a 12 deputados da base do governo. Na outra conversa, Carla Zambelli pede para que o ex-ministro continue no cargo e oferece ajuda para ele ser indicado ao STF. Moro, responde “prezada, não estou a venda”.

- Continua depois da publicidade -

No sábado (25), a mesma deputada Carla Zambelli divulgou novas conversas entre ela e Moro. Nos prints, a deputada aparece implorando para que Moro que continue no cargo, inclusive destacando o impacto econômico. Também sugere marcar um encontro entre ele e Bolsonaro para ambos “se conhecerem melhor”.

O Triângulo Notícias, também no sábado (25), entrevistou Wellington Wilson de Sousa, líder do movimento de direita ‘Nas Ruas Patos de Minas’. O jornalista Lélis Félix, o questionou a respeito do impacto causado pela ruptura de Moro e Bolsonaro. Wellington reconheceu que o primeiro pronunciamento, de Sergio Moro, provocou um grande baque. “O pessoal não esperou o pronunciamento de Jair Bolsonaro e começou um rebuliço na internet até às 17h. Se ele perdeu seguidores? Creio que sim, mas quando começou rebuliço eu acreditei que seria até maior” afirmou ele.

Na entrevista, Wellington comentou os prints e falou dos impactos causados pela saída de Moro, destacando, inclusive, consequências para a legitimidade da sentença dada à Lula.

Assista a íntegra a seguir:

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -