Kassab diz que ministério enfrentará dificuldades com teto de gastos

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Brasília - O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab participa da 2 edição do Encontro Finep para Inovação (Wilson Dias/Agência Brasil)

Brasília – O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab (Wilson Dias/Agência Brasil)

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse hoje (13), na capital paulista, que nos próximos 20 anos, com a Lei do Teto de Gastos, o Brasil deve enfrentar dificuldades para garantir o orçamento de políticas do setor. O ministério, de acordo com o ministro,  enfrenta um contingenciamento de R$ 2,2 bilhões este ano e de R$ 1,2 bilhão no próximo ano. Kassab participou do Congresso Brasil Competitivo 2017, que tem como tema Economia Digital.

“Durante 20 anos vamos conviver com a Lei do Teto. Então, ou o governo vende patrimônio, faz privatizações, faz programas que agreguem mais recursos, ou vamos ter muita dificuldade. No ano passado, o governo conseguiu atender o nosso ministério. Conseguiu atender a ciência do Brasil, os programas de inovação, os programas vinculados à ciência e tecnologia e fechamos bem o ano”, alertou.

Segundo o ministro, caso os recursos não sejam ajustados, haverá “muita dificuldade” para a continuidade de pesquisas e projetos de inovação. “São trabalhos carregados de seriedade em todos os cantos do Brasil, dentro das universidades, fora, parcerias importantes, milhares de bolsas de estudo do CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico]. São projetos e programas muito importantes e que merecem de parte do governo todo apoio e que a equipe econômica, por enquanto, tem sido sempre solidária”, destacou.

Grupo Oi

Com relação à situação do Grupo Oi, concessionária de serviços de telecomunicações, que entrou em recuperação judicial em junho do ano passado, o ministro disse que o governo está pronto para fazer uma intervenção, caso seja necessário. “Essa questão tem sido muito bem conduzida pela Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações], pelo ministério e pelo Poder Judiciário, conduzida com muita prudência”, avaliou.

Kassab lembrou que se trata de um serviço importante, prestado a milhares de brasileiros e, que, em muitos casos, é a única concessionária a prestar o serviço. “Todos sabem que o governo está preparado para fazer uma intervenção, até porque ele precisa estar preparado. Mas não é a nossa vontade. Nós esperamos que haja uma boa solução de mercado, onde a Oi possa captar os recursos necessários para fazer o que os seus contratos exigem, que ela é obrigada por lei, e para quitar os seus compromissos, suas dívidas”, disse.

 

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.